Logo APMT
Logo APMT

Rev. Vinicius e Elizabeth

28/02/2024 03:00:00

África do Sul, fevereiro 2024

...somos embaixadores em nome de Cristo... (2 Coríntios 5:20a)

Hoje completamos seis anos na África do Sul, uma jornada marcada por gratidão e alegria que se iniciou numa tarde quente de final de verão, sob um céu límpido e o sol radiante, nos dando as boas-vindas de maneira calorosa.

Os primeiros anos

Na chegada, eu estava repleto de expectativas, Beth com seus receios e Esther, com apenas um ano e quatro meses, ainda não compreendia o que estava por vir. Primeiramente na Cidade do Cabo, tivemos um tempo longo de aquisição do inglês, moramos em quatro casas, e mais tempo para entender a cultura, estabelecer amizades. Iniciamos e encerramos a parceria com a igreja da GK por questões linguísticas, fizemos as nossas incursões de apoio a igreja de Moçambique nas regiões montanhosas e outras nas zonas de conflitos com mulçumanos. Ao retornar para a África do Sul, começamos ainda de modo muito pequeno o discipulado de um casal de Brasileiros, os batizamos, depois outro casal. Por muito tempo, parecia que não iria se desenvolver, então veio a pandemia e tudo ficou parado.

A Mudança para o norte

Durante a pandemia do Covid 19, nós estávamos de mudamos para Nelspruit para iniciar o projeto com universitários junto com o Pastor Paul Schoenfeld e família. Todas os lugares estavam fechados, os estudantes tinham aulas online e nós não tínhamos acesso a ninguém. Enquanto o mundo estava todo fechando, nós estávamos abertos e expostos a pregação do evangelho. Tínhamos a intenção de plantar uma igreja na região, mas por questões e parceria não foi possível para aquele momento.

O começo no campus

Com o retorno das aulas presenciais, demos início a uma sociedade estudantil de fé reformada na Universidade de Mpumalanga. Superamos resistências iniciais dos alunos, mergulhando nos relacionamentos e apoiando-os em seus desafios, começando com os acampamentos para ajuda-los com as dificuldades na disciplina de matemática.

O coração do problema

Na verdade, os desafios eram maiores que os matemática, no campus universitário apresentou desafios peculiares, pois os alunos eram reservados e o pecado muitas vezes velado. Entretanto, por meio de conversas, desvendamos parcialmente a complexidade de suas vidas: relacionamentos quebrados, imoralidade sexual, homossexualismo e prostituição, desafios familiares, pressões financeiras e uma série de questões profundas e delicadas. defesa massiva do comunismo; feminismo; abuso de álcool; lutas emocionais; tendência suicida; depressão; racismo. Em suma, os problemas eram mais profundos e obscuros do que se podia imaginar. O problema não estava nos números, mas no coração rebeldes ao Senhor.

O nosso ministério na prática

Como ministros da reconciliação (2 Co 5.20) intensificamos o nosso trabalho de discipulado bíblico, apresentando o evangelho da graça de Deus, numa série de estudos sobre a metanarrativa bíblica, em que Deus criou os céus e a terra, com o poder de poder de sua palavra e o ser humano à Sua imagem. O homem rompeu comunhão entre Deus, por causa do pecado, resultando em alienação, culpa e morte. Porém o cerne do evangelho, revelando o plano gracioso de Deus para restaurar a relação perdida. Essa redenção reconcilia o homem com Deus e concede também uma nova identidade como filhos de Deus. Por fim, toda a criação será restaurada, e a presença de Deus será plena. Desde passo, trabalhamos também o novo compromisso em Cristo, uma mini teologia sistemática, e por fim, temos os ensinados a reproduzir a fé com outros. Além do mais, realizamos anualmente quatro acampamentos bíblicos.

A Thrive Students – A sociedade Estudantil

A sociedade Estudantil está devidamente registrada. Este progresso resulta de um planejamento eficiente, execução, articulações e relacionamentos. Atualmente, temos uma diretoria estabelecida, estatuto interno, cultos regulares em andamento (férias universitárias agora), várias frentes de trabalhos no campus. Em nosso pastoreio, nós relacionamos com estudantes, os discipulamos, pregamos sermões bíblicos-expositivo, e os aconselhamos biblicamente.

Investimento

O desenvolvimento deste projeto se dá com investimento financeiro dos parceiros que investem no ministério da família Bantim e em parceria com a família do Pastor Schoenfeld temos custeado todas as despesas do projeto, dos encontros, ajustamentos dos estudantes. Somente no ano de 2023, foram servidas mais de 2000 refeições, incluindo cafezinho, lanches, almoços, jantares. Também os custos relacionados a combustível, materiais e outros. Vamos parar por aqui, pois a lista é grande. Isso tem sido pesado no bolso de ambas famílias, se assim não fizermos o trabalho simplesmente para. Seja um parceiro e adote este projeto.

Os primeiros frutos

Pela graça de Deus, testemunhamos a conversão de pelo menos trinta estudantes, que se arrependeram de seus pecados, confessaram Cristo como Senhor, tem experimentado uma transformação genuína de vida, descobriram a maravilha da comunidade cristã e tem se envolvidos ativamente no ministério estudantil conosco.

Nosso objetivos – 2024-2026

A próxima etapa será de consolidação:

• Retornar ao campus para dar continuidade a expansão do projeto
• Procurar um local maior e adequado para os cultos e encontros.
• Conseguir mais veículos para o crescimento do projeto.
• Formar liderança local com ênfase em discipulado missional.
• Iniciar a plantação de igreja no contexto do campus universitário.
• Enviar os primeiros candidatos ao sagrado ministério para o seminário.

Agradecimentos

Damos graças ao Senhor da missão, pela Beth que sempre esteve ao meu lado em todos os momentos de nosso ministério; pela Esther que está crescendo no campo missionário e pela Sarah Emunah que nasceu no campo; pelos nossos familiares que lutam com a saudade; pelo Presbitério de Guarulhos – PREG, o meu concilio; pela APMT – Agencia Presbiteriana de Missões Transculturais; irmãos amados e igrejas zelosas que fielmente investem na expansão do reino dos céus; pelo estudantes da Universidade de Mpumalanga e pela África do Sul que nós temos como casa.

Pedidos de oração

• Que consigamos outro visto de 3 anos para dar continuidade ao trabalho. Fizemos a aplicação há um mês e até hoje não tivemos resposta.
• Recurso financeiro para comprar os tickets para retornar para Africa.
• Que Deus nos dê um lugar maior, transporte e refeições para atender os Alunos.
• Que Deus continue a atrair mais estudantes para Ele e que aqueles que afirmam conhecê-Lo caminhem em obediência à Sua Palavra e vivam com plena confiança em Cristo e em quem são Nele.
• Que Deus nos dê sabedoria e recursos para o Grow para que possamos alcançar mais alunos.
• Que Deus abençoe a nova liderança de estudantes para servimos juntos neste e no próximo ano.

Rev. Vinicius Bantim
+27 78 299 1734 (Zap)
viniciusbantim@yahoo.com.br
Pix – 003.242.661-54 (CPF)

Banco do Brasil
Ag: 1817-1
C. Poup: 23001-4

Rev. Vinicius, Elizabeth, Esther e Sarah Emunah Bantim

Publicações recentes:

A Igreja e o cumprimento da Missão

Artigos

Ronalda e Joseph Nassakou

Cartas de Missionários

Família Di Castro

Cartas de Missionários

Rev José Dilson e Marli

Cartas de Missionários