Logo APMT
Logo APMT

O Rei que Nasceu

16/12/2023

O livro de Isaías já foi chamado de a Bíblia em miniatura por causa de suas semelhanças com a Bíblia. Ele tem duas divisões principais: 1-39: Condenação; 40 a 66: Consolação. A Bíblia também tem duas divisões principais: 39 livros no Antigo Testamento e 27 no Novo Testamento. O tema do livro de Isaías é: A salvação vem do Senhor. A Bíblia também tem esse tema como um dos seus principais. Já o profeta Isaías é chamado de o profeta evangélico ou de o quinto evangelista porque seu livro registra várias profecias sobre a vinda de Jesus e é um dos livros mais citados no Novo Testamento.

A passagem bíblica em questão (Isaías 9.1-7) é um texto messiânico ou seja; uma profecia acerca da vinda do Messias, do menino Deus que nasceria para reinar, salvar e governar o seu povo. Pensando nisso chama sua atenção para o tema deste artigo: “O Rei que virá.” Sobre esse Rei, veremos sua natureza ou quem é ele; sua salvação ou o que ele veio trazer para o seu povo e, por fim, seu governo ou seu domínio sobre tudo e sobre todos. Comecemos com sua natureza.

Isaías profetizou cerca de 600 anos antes do nascimento de Jesus, mas escreve: “Um menino nos nasceu, um filho se nos deu.” Ele fala do futuro como se já tivesse acontecido. Como isso é possível? É uma ideia de perfeito profético, ou seja; falar do futuro como se já tivesse acontecido. Isso é possível em relação as profecias bíblicas porque a profecia foi dada por Deus e certamente se cumprirá. Deus não está sujeito ao tempo e os seus planos não podem ser frustrados.

Quem é o rei que virá? Ele é um menino. Enfatizando sua natureza humana, humilde que se identifica conosco. Ele é um filho, portanto, nascerá numa família humana, mas sua filiação principal é espiritual e eterna como Filho de Deus encarnado em forma humana. O seu nome, identifica a sua pessoa, as suas qualidades. Ele tem muitas qualidades, mas no versículo 6 são destacadas as seguintes: Maravilhoso conselheiro. Isso significa que ele é de natureza extraordinária, sublime, diferente, que é difícil de explicar. Ele é Conselheiro porque traz os conselhos de Deus, a Palavra de Deus para nós. Por isso, devemos nele sempre buscar direção para a nossa vida. Para quem você tem pedido conselhos?

Ele é Deus forte, o guerreiro e herói que vence os inimigos do seu povo. É por sua força e poder que podemos ser vencedores também. Ele é Pai da eternidade, portanto, ele pode nos dar a vida eterna. Ele é o Príncipe da paz, que nos reconcilia com Deus mediante a sua morte e ressurreição. Nele temos paz com Deus e com o nosso próximo. Você tem experimentado a paz e o perdão que Jesus veio trazer?

Já vimos quem é o Rei que virá, agora veremos o que ele veio trazer? Jesus cresceu na Galiléia e iniciou o seu ministério terreno lá. Quando andou por aquelas terras desprezadas pelos judeus, muitas pessoas viram a sua luz que dissipou as trevas daquele lugar. Doentes foram curados, cegos enxergam e pessoas foram libertas da escravidão de Satanás e do pecado. Todo livramento e salvação que Deus efetuou na vida do seu povo, livrando dos seus inimigos representado pelos midianitas apontavam para a grande salvação que o Filho de Deus traria e que pela graça de Deus nós temos experimentado.

Essa profecia tem se cumprido ao redor do mundo, inclusive aqui na Guiné- Bissau quando o Evangelho é pregado. Quantos guineenses que viviam presos nas mãos dos demônios e que agora foram libertos por Jesus e estão servindo-o na igreja? Talvez você seja um desses com certeza. Todos nós andávamos nas trevas, mas vimos a luz que é Jesus. Ele é a luz do mundo que ilumina todo homem como disse o apóstolo João. Por causa da salvação que Jesus trouxe, Deus enche o nosso coração de alegria (v.3). Você tem experimentado a salvação que Jesus veio trazer? Tem se alegrado com ela? Tem anunciado essa salvação para os seus familiares e amigos. Tem orado e investido financeiramente para que a salvação de Jesus chegue aos lugares mais distantes e desprezados da terra?

Depois de vermos sobre a natureza do Rei e da sua salvação, agora veremos sobre o seu governo. O profeta afirma que ele governará sobre o trono de Davi. Deus prometeu a Davi que sua dinastia e seu trono seriam estabelecidos para sempre. Essa profecia se cumpriu literalmente em Jesus Cristo, o descendente principal da casa de Davi. Seu governo não tem fim. Ele é o rei eterno para quem Davi apontava.

Seu governo é de paz. Ele reconcilia o seu povo com Deus. É de paz para o seu povo, mas de guerra para com quem se rebela contra ele. É um governo de juízo e de justiça porque os inimigos serão devidamente punidos e seu povo libertado. Jesus é justo e governa com justiça, logo, os seus súditos devem refletir a sua justiça nas relações humanas, como por exemplo: Devolver o troco que recebeu a mais no mercado.

Nós fazemos parte do reino de justiça de Jesus e ele se consumará totalmente na sua segunda vinda. Por isso, o texto tem também o seu caráter escatológico, apontando para o juízo final. Naquele dia só escapará quem estiver coberto pela justiça de Cristo. O zelo do Senhor fará isso, isto é; Deus mesmo vela para cumprir a sua Palavra.

Quando Jesus esteve na terra ele perguntou para os seus discípulos: O que as pessoas pensam acerca de mim? João Batista, Elias, Jeremias ou alguns dos profetas, dizem o povo. Depois ele perguntou: E para vocês, quem eu sou? “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo, responderam eles.” Os discípulos entenderam qual era a natureza de Jesus. O próprio Jesus enfatizou que veio salvar o buscar o perdido. Por fim, ele morreu e ressuscitou para ser Senhor e reinar sobre tudo e sobre todos como um rei justo e que voltará para consumar todas as coisas cumprindo totalmente a profecia de Isaías 9.1-7.

Quem é Jesus para você? Ele é o Senhor e Salvador? Você já experimentou a salvação que ele veio trazer? Já se submeteu ao seu governo justo e soberano? Quem manda na sua vida, é você ou o Rei Jesus?

Que diante de mais um Natal de Jesus, você possa se lembrar que o Rei já veio e virá novamente. Volta-se para ele em fé, adoração, louvor, obediência e proclamação do seu Nome. Foi isso que fizeram os anjos, os pastores e os magos, quando testemunharam o nascimento do Rei Jesus.

Aproveite a época natalina para expressar com mais fervor sua fé e adoração ao Rei Jesus e testemunhar dele para os seus familiares e amigos. Além de orar e investir financeiramente para que o seu nome seja proclamado em toda a terra.

Por fim, diga para o Rei Jesus; “Eis me aqui, Senhor, envia-me a mim.” Desta forma, com certeza poderá ter um Feliz Natal e desejar um Feliz Natal com Jesus a outras pessoas.

Rev. Paulo Serafim

Publicações recentes:

Hidi

Cartas de Missionários

Rev. Ivam e Yet-Olívia

Cartas de Missionários

Não julgue um missionário pelo que ele tem

Artigos

Rev. Jairo e Kênia

Cartas de Missionários