fbpx Skip to content

Rev. Tiago Gomides e Mila

Tailândia, 05 de maio de 2020

Olá queridos irmãos e irmãs,

Saudações da Tailândia,

Estamos isolados, contudo muito próximos. Conseguimos ver os rostos de muitos de vocês que fielmente oram e participam do nosso ministério. Preparamos um mural de oração com suas fotos. Assim, vocês oram por nós, e daqui oramos por vocês. Estamos juntos neste barco.

Celebramos a ressurreição de Jesus, e naqueles dias seus discípulos também estavam trancados em casa, inseguros, tensos, com medo do que poderia acontecer, quando Jesus apareceu e disse “A paz esteja com vocês. Assim como o Pai me enviou eu os envio”(João 20:21). Que palavras! Em meio à tantos receios, Jesus continua a nos encontrar, mesmo dentro de nossas casas, nos oferecendo sua paz e a nos enviando em missão.

Durante os últimos 3 meses, o vírus que parecia distante mudou nossas vidas. Nossa equipe aqui é internacional, logo percebemos o impacto em vários lugares do mundo. O diretor perdeu sua mãe na Suíça e não pode participar do velório. Hoje cedo, o pai de nossa líder regional faleceu na Inglaterra e ela não sabe se conseguirá retornar. Um apoiador de nossos colegas aqui já faleceu devido ao Covid-19. Outros tiveram que retornar subitamente pelo tipo de visto, que não seria renovado na crise. O nosso processo de designação para Bangkok está em stand by e ficaremos em Lopburi por mais tempo. Geralmente em nosso contexto missionário, nossos familiares e amigos se preocupam com os riscos e dificuldades que enfrentamos no campo, mas agora a situação virou, pois muitos deles estão no grupo de risco. De fato, estamos vivendo um doloroso luto comunitário.

Em meio a tudo isso, a crise financeira colocou o dólar nas alturas. Mas ainda assim, temos experimentado a paz do Cristo Ressuscitado e a convicção de permanecer aqui na expectativa de que Deus fará algo extraordinário no mundo e queremos participar disso: já fomos enviados.

Abaixo você lerá o impacto do Covid na Tailândia e como Deus tem respondido. O Seu Reino avança em meio ao caos.

Covid-19 mudando a Tailândia

O primeiro caso de Covid-19 foi confirmado na Tailândia dia 13 de janeiro. Neste tempo, muitas coisas mudaram. No primeiro mês, a vida seguiu normal, apesar de alguns casos crescendo. Mas desde o final de março, quando o governo declarou Estado de Emergência, o país tem sentido o impacto. Entramos de quarentena por 40 dias. As fronteiras foram fechadas. Muitos prédios e escolas também, essas por 3 meses, e os alunos da rede pública não tem aula online. Algumas províncias entraram em lockdown. A impressa e comunicações foram censuradas, um dos motivos pelo qual falamos pouco nas redes sociais. Uso de máscaras é obrigatório, sob pena de multa. Em relação às igrejas, os cultos presenciais foram suspensos.

Como a grande parte da população vive de renda informal e sente muito o impacto, muitos continuaram a sair de casa. Assim, o governo criou um toque de recolher, estipulando os horários que a população poderia sair de casa. E o governo também prometeu um auxílio financeiro aos mais prejudicados. Em nossa província, Lopburi, os casos de Covid-19 foram poucos. Os dados oficiais nacionais de hoje são: 2.765 casos registrados, com 47 óbitos.

O Reino avança em meio ao caos

Somos uma gota no oceano. Em nossa província inteira, existem cerca de 100 cristãos no meio de 1 milhão de pessoas (98% budistas). Temos também 7 famílias missionárias e 3 solteiros. Como organização, servimos lado a lado das 5 únicas igrejas aqui, então, sabemos a realidade de cada.

Mas como este é um dos momentos mais críticos para todos, temos conversado com o Dono de Oceano Inteiro, na busca de servir aos irmãos locais e à nossa província. E Ele tem feito algo incrível.

Desde o início, estávamos muito inquietos aqui em casa. “Deus, como assim estamos vendo o povo todo angustiado e temos que ficar apenas assistindo trancados? Em Ti, temos a resposta que Eles precisam. Nos inclua, por favor, na reconciliação que o Senhor tem feito aqui”.

Tínhamos várias ideias, mas a resposta do Alto veio rápido. “Conversem com a Noon já”. A quarentena não tinha começado. Nooné uma irmã tailandesa muito ativa na cidade. Ficamos surpresos com uma frase dela:“Eu também quero fazer algo. Daqui 2 dias, vou conversar com as autoridades locais pra saber o que podemos colaborar como igreja. Mas me sinto muito sozinha. Vamos fazer juntos?

. Ficamos arrepiados. Desde aquele dia, vimos que Deus já tinha um plano e foi apenas conectando as pessoas ao que Ele já estava fazendo aqui.
Em duas semanas, levantamos uma oferta entre os missionários e conseguimos servir:

– O asilo local
– O mercado local, com uma grande concentração de trabalhadores informais
– O hospital local que atende os casos de Covid-19

Fraldas, alimentos saudáveis, máscaras, escudos faciais e a mensagem poderosa do Evangelho em folhetos que falam sobre como Jesus responde ao medo e às doenças.
Agora Noon quer entrar numa região da cidade que não tem nenhuma igreja ainda. Estamos levantando as doações e Deus já fez algo extraordinário, que vamos contar em breve.

O apelo das igrejas

As igrejas pediram uma oferta emergencial ao nosso grupo de missionários aqui, pois as entradas diminuíram drasticamente, e também 30 cestas básicas pra as famílias mais pobres. Mas uma vez Deus usou a gotinha no oceano. Conseguimos novamente levantar a ajuda com ofertas coletadas entre os missionários. Louvado seja Deus!

Fomos inspirados por uma igreja num bairro bem pobre, desde o início, tem produzido máscaras, escudos faciais de plástico e outros itens para os hospitais e a cidade. Cada um em suas casas, servindo em missão e demonstrando o amor sacrificial do nosso Rei Jesus.

O impacto na nossa casa

Ficar em casa durante o pico da estação do calor, com sensação térmica de 45 C quase todos os dias, tem sido algo desafiador. O toque de recolher é por cerca de 40 dias, com Sophia cheia de energia durante o dia (e em algumas madrugadas também).

 

Nossas aulas de tailandês continuam online. Avançamos 2 módulos desde janeiro. Depois de aprender a ler, agora iniciamos uma linguagem mais culta, que nos permite começar a ler jornais e anúncios oficiais. Em casa, temos buscando muito ao Senhor. Muitos colegas no Brasil e redes de missões tem nos contactado também, e estamos usando as noites para ligar para todos. Para ajudar na nossa dinâmica, estamos buscando manter os mesmos horários da rotina de antes, nos revezando no cuidado da Sophia. Ela tá gostando.

 

 

Pedidos de oração

• Pelo consolo do Senhor para com os que choram
• Pelo fortalecimento da igreja global nesta pandemia.
• Por mais oportunidades de viver e proclamar o Evangelho durante a crise
• Pela salvação dos tailandeses
• Por discernimento vindo de Jesus sobre a sua vontade nesses dias
• Pela continua provisão do Senhor em meio ao dólar nas alturas
• Pelo avanço nos estudos da língua tailandesa mesmo num contexto de isolamento social
• Pelo encorajamento e sabedoria do Alto para todos os que estão na linha de frente
• Pela descoberta da vacina eficaz
• Pelo claro direcionamento do campo de plantação da igreja.

Juntos pela causa de Cristo,
Família Gomides

Compartilhe esta postagem

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Últimas postagens

Arquivo

Arquivos

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativo