Skip to content

Rev. Ronaldo e Rossana Lidório

AM, dezembro de 2019

Até aqui nos ajudou o Senhor                                                                                                                                                                         

Um dos relatos mais trágicos do Antigo Testamento encontra-se nos primeiros capítulos do primeiro livro de  Samuel. O povo de Deus foi atacado e derrotado pelos Filisteus próximo à Ebenézer, um vilarejo de Efraim. Mais de 30 mil pessoas foram mortas e a Arca da Aliança levada pelos inimigos, causando grande comoção em todo o povo.

O sacerdote Eli, recebendo notícias do fracasso na batalha, da morte de seus filhos e da perda da Arca do Senhor, caiu e morreu. Sua nora, movida por dores de parto deu à luz um filho e o chamou Icabode, que significa “foi-se a glória de Israel” (1 Sm 4).

Em meio à tragédia, veio a Palavra de Deus a Samuel, que exortou o povo a se converter ao Senhor de todo o coração, rejeitar os deuses, consertar a vida e servir o Eterno para terem vitória (1 Sm 7:3). Assim aconteceu, vindo a derrotar os inimigos de forma impressionante.

Samuel, pois, ergue um memorial ao Senhor e o chama Ebenézer, que significa “pedra de ajuda”. Esse é o nome do vilarejo próximo ao qual o povo estava quando foi atacado e abatido, vindo a perder a Arca Sagrada. Samuel olha para trás, lembra-se da amarga derrota e reconhece a vitória dada por Deus no presente. Toma uma pedra como memorial e lhe dá um nome (Ebenézer) e também um significado: “até aqui nos ajudou o Senhor” (1 Sm 7:12).

Talvez pareça estranho dar ao memorial de vitória o nome do local da derrota, o vilarejo Ebenézer. Poderíamos imaginar que o nome mais apropriado fosse Mispa, onde Samuel sacrificou ao Senhor e o povo se encontrava quando, atacado novamente pelos Filisteus, obteve estrondosa vitória. Ou ainda Bete-Car, onde os últimos inimigos foram perseguidos e derrotados. Mas o nome do memorial foi Ebenézer, onde sofreram a primeira e terrível derrota. Ao erigir o memorial, parece-me que Samuel enxerga a mão de Deus não apenas na vitória, mas também na derrota. Não apenas no consolo, mas na disciplina. Não apenas quando Ele abraça, mas também quando corrige.

Ebenézer leva-nos a olhar para trás e reconhecer que em meio à terríveis batalhas, dias de derrota e perguntas não respondidas, Deus não se ausentou. Esteve conosco nos dias bons e maus. Sua mão trouxe sobre nós consolo e também disciplina. Sua presença nos acolheu e confrontou. As tragédias nos levaram ao pranto, porém em tudo “… nos ajudou o Senhor”.

Ebenézer nos leva a olhar também para o dia presente, dizendo “até aqui…”. Até o dia de hoje vemos a sua misericórdia e graça, sua paciência e bênção, sua proteção e guarda. Nossos corações são convidados à gratidão, adoração e profundo contentamento, pois Ele está conosco agora.

Curiosamente, Ebenézer nos leva a olhar também para os dias que virão. A própria expressão (“até aqui…”) indica uma jornada ainda incompleta, dias e tempos à nossa frente. Ele esteve conosco até hoje e amanhã não será diferente. Podemos contar com a sua misericórdia e perdão. Também com o seu ensino e disciplina. Nenhuma tragédia, porém, será maior do que a bondade do Senhor em nossas vidas.

Ebenézer (“até aqui nos ajudou o Senhor”) é um chamado para a gratidão, o contentamento, o quebrantamento e a fé. O Eterno guarda o caminho!

Partilhamos com vocês as principais atividades missionárias em 2019 e também os nossos alvos para 2020 para que orem e se alegrem conosco.

 

Treinamento

 No terceiro trimestre de 2019 tivemos a oportunidade de ministrar três treinamentos. O primeiro para irmãos e irmãs indígenas da região Amazônica com a presença de representantes de cinco etnias. Dias abençoados e marcantes, com abundante encorajamento na Palavra do Senhor e estudo sobre doutrina bíblica e vida cristã.

O segundo no Sudeste Asiático para um grupo reduzido com foco em estratégias de plantio de igrejas para a região. Pudemos também revisar com um grupo de líderes as informações atualizadas sobre algumas das partes menos evangelizadas na Ásia.

O terceiro, com o tema “Plantio e Revitalização de igrejas”, no Curso de Formação Missiológica (CFM) da Agência Presbiteriana de Missões Transculturais (APMT) em São Paulo. Tempo precioso com queridos irmãos irmãs que se preparam para diversos campos missionários.

Louvamos a Deus pelas oportunidades de treinamento em 2019, quando pudemos ministrar doze cursos para 1.350 pessoas, todos com foco em plantio de igrejas entre grupos menos evangelizados.

 

Grupos minoritários no Brasil

Seguimos com as ações junto aos povos Sateré-Mawé e Mura na região Amazônica, o que envolve também pessoas de algumas outras etnias em encontros específicos. As igrejas Mura e Sateré vão bem, firmes na Palavra e seguindo a Cristo. A mais nova igreja Sateré-Mawé (na cidade de Maués), tem tido dias bons, com ampla oportunidade de evangelização e discipulado de alguns novos convertidos. Queira o Senhor que venha a ser um ponto de acolhimento e encorajamento para os indígenas cristãos na região.

Apoiamos algumas ações de pesquisa e testemunho do evangelho entre os indígenas do Nordeste, Sertanejos e Quilombolas. Há muito a ser feito e muitas portas abertas, graças a Deus.

 

Konkombas de Gana

Continuamos a revisão do livro de Gênesis e esperamos ver esse livro publicado em 2020 com a graça do Senhor. Os quatro tradutores Konkombas seguem com o trabalho, tendo traduzido 15 livros do Antigo Testamento até o momento. Enviamos para Gana os últimos exemplares que tínhamos do Novo Testamento em Limonkpeln e a expectativa é que a próxima tiragem possa incluir o Novo Testamento e vários livros do Antigo Testamento.

Pela graça de Deus os Konkombas de Koni receberam preciosas ofertas para dois importantes projetos. O primeiro é a reforma e ampliação da Clínica fundada por Rossana no ano 2000. Ela continua ativa, provendo cerca de 5000 atendimentos anuais, sendo autossustentável desde 2002. Conta, porém, com necessidade de uma reforma urgente no prédio. A oferta enviada por um grupo de irmãos do Brasil será suficiente não apenas para reformar o prédio, mas também para ampliar a sala de espera e uma ala a ser usada como maternidade, pelo que louvamos muito a Deus! A Clínica também participará financeiramente da reforma e toda a igreja Konkomba cooperará com a mão de obra.

O segundo projeto é a construção de um novo templo para a igreja na aldeia de Koni. Essa foi a primeira igreja plantada na região, que ainda se reúne em um templo feito com material provisório (construído em 1994), que veio a enfraquecer. Além disto, o templo não comporta mais as pessoas, que se dividem em outros espaços, como casas e sombras de árvores. A oferta enviada por um irmão do Brasil, contando também com a participação financeira da igreja Konkomba que juntou recursos para esse projeto nos últimos anos, será suficiente para a construção de um novo templo. Todos os membros também se comprometeram a cooperar com a mão de obra por meio de mutirões.

 

Plantadores 

‘Plantadores’ (Planters) é uma nova inciativa que coordenamos, com a graça de Deus, que tem como alvo prover treinamento em Plantio de igrejas para 4.000 missionários nacionais em 25 países nos próximos anos. São países no Oriente Médio, Ásia Central, Sudeste Asiático e Norte da África, além dos grupos minoritários no Brasil. Trata-se de um treinamento elaborado para esses contextos, na língua local e em uma perspectiva contextualizada. Nossa expectativa é ver um bom número de igrejas nascendo nessas regiões, se o Senhor se agradar. Pedimos suas orações por discernimento nesse momento em que estamos envolvidos com vários preparativos e decisões e, em janeiro, as primeiras ações de treinamento na Ásia.

 

Outras atividades

Estivemos envolvidos na ministração da Palavra de Deus em quatro congressos (Call2All no Rio de Janeiro, Perspectivas em São Paulo, ALEF em Natal e Reforma Hoje em Caruaru), um impacto evangelístico em Juazeiro do Norte e 16 pregações em igrejas no Amazonas, Pernambuco, São Paulo e Bahia.

 

Alvos para 2020

 Pedimos suas orações pelos 10 alvos propostos para 2020.

 

  1. Desenvolver o   Plantadores   (Planters),   acompanhando   a   tradução   do   material   para   as   língua usadas, consolidando  a  estrutura  (viagens,  administração,  ensino  e  acompanhamento  dos  projetos)  e provendo treinamento para 300 plantadores locais de 8 nacionalidades.

 

  1. Prover treinamento para 1.200 missionários e pastores (incluindo os locais) nas áreas de plantio de igrejas e antropologia cultural, no Brasil e outros países.

 

  1. Assessorar o  Semear  (IPM)  por  meio  do  Instituto  Antropos,  focando  na  consolidação  das  igrejas plantadas entre os Mura e Sateré-Mawé (doutrina, vida com Deus e missão), treinamento de líderes e evangelização dos povos indígenas.

 

  1. Coordenar o Instituto Antropos, Departamento de pesquisa da AMTB, Capacitar e a Diretoria internacional de missiologia e plantio de igrejas da WEC.

 

  1. Colaborar sob  demanda  com  a  Base  Indígena  da  APMT,  equipe  Amanajé,  DAI-AMTB,  CONPLEI,  CBMI, AMTB/Alianças e o JGEM (The Journal of Global Evangelical Missiology).

 

  1. Investir na atualização missiológica de missionários, teólogos, pastores e líderes.

 

  1. Colaborar com as pesquisas entre os grupos minoritários brasileiros e com a pesquisa missionária global.

 

  1. Prestar consultoria à equipe Konkomba de tradução do Antigo Testamento na língua Limonkpeln e atuar na revisão dos livros traduzidos.

 

  1. Publicar e distribuir o livro “Plantando igrejas” e os métodos Antropos, Urbanus e Vitalis na língua inglesa para fins missionários.

 

  1. Participar de 18 encontros para pregação bíblica e mobilização da igreja para o envolvimento com a missão.

 

Louvamos a Deus pelas orações, amizade, confiança e apoio ao longo dos anos. Que Deus renove suas forças e encha seus corações de alegria e paz em 2020. Até aqui nos ajudou o Senhor.

                                                                                                                                                                                          Orem pela equipe Amanajé: Ademir e Ester, Adilson e Cíntia, Adimilson e Luciana, Alceris e Arlene, Alessandra, André e Marcelle, Antônio e Simone, Cácio e Elisângela, Carlos e Elfriede, Christopher, Edmilson e Avaneide, Esteban e Erika, Ester, Gabriel e Crislaine, Gaudino e Larissa, Glen e Corina, Gustavo e Deborah, Iraquitan e Silvéria, Jaime e Esther, Jaimeson e Cleidemar, Kamron e Janet, Lindelvan e Valéria, Markus e Leonízia, Marcelo e Cláudia, Maria, Ronaldo e Rossana, Rosinese.

 

Ronaldo e Rossana Lidorio

Email: ronaldo@lidorio.com.br

Site: www.ronaldo.lidorio.com.br

WWW.APMT.ORG.BR

WWW.WECBRASIL.COM.BR

Site: www.ronaldo.lidorio.com.br

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC7ACWUlrp2hVUsoro_HETlQ

Facebook: https://m.facebook.com/RonaldoLidorio/

Instagram: instagram.com@ronaldolidorio.oficial

Site em Inglês: https://godchurchmission.com/v2/

 

Compartilhe esta postagem

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Últimas postagens

Arquivo

Arquivos

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativo