Skip to content

Rev. Norval e Lau (Povos Indígenas) – 06/02/2012

1. Saúde de familiares

A Lau já escreveu sobre a melhora na saúde da tia Lurdes. Maravilha!

Quanto ao Davizinho, o quadro é o mesmo. Até agora ele tem apresentado pouca melhora. Não senta, não fala, mas consegue movimentar os braços (resultado da fisioterapia que está fazendo).

Quanto a meu pai, graças a Deus a questão da leucemia está estabilizada e ele tem se sentido muito bem. O problema é que ele está com câncer de pele. Já fez várias cirurgias e tem mais uma marcada para as próximas semanas. Desta vez será na região próxima ao olho e no nariz. Pelo que o médico disse, haverá necessidade de enxerto de pele. Pedimos que orem por ele. O nome dele é Antônio

2. Trabalho na aldeia

Continuamos a realizar os cultos aos domingos. Muita gente participa, mas até agora ninguém fez uma decisão definitiva pelo Evangelho.

Nestes próximos dias nossos alvos são de terminarmos o primeiro rascunho do Evangelho de Lucas e começar imediatamente o processo de revisão.

3. Treinamento de Tradutores Indígenas

Desde o início de janeiro está ocorrendo em Mato Grosso o primeiro treinamento para tradutores bíblicos indígenas. Esse curso está sendo oferecido pelo Conselho Nacional de Pastores e Líderes Indígenas-CONPLEI na sede da Escola AMI. Tive o privilégio de estar lá por dez dias como um dos professores. Há tradutores de 13 tribos diferentes, trabalhando arduamente, de dia e de noite, para aprender a traduzir as Escrituras para suas próprias línguas. No final desse treinamento, cada equipe sairá com o livro de Rute traduzido. Foi uma experiência muito boa e fiquei muito feliz em ver que estamos dando mais um passo significativo na história da tradução da Bíblia em nosso país.

4. Pedidos de oração

– Cirurgia do meu pai, Sr. Antônio

-Saúde da D. Lurdes, para que continue progredindo e o tumor cerebral continue diminuindo até desaparecer completamente, se for essa a vontade do Senhor.

-Finalização da tradução de Lucas

– Segurança e livramento nas viagens e na aldeia. Nesse tempo de chuva, é difícil viajar. Na aldeia, é a temporada das cobras. Ano passado matamos várias na aldeia, inclusive uma dentro de nossa casa.

– Que o Senhor mande um casal ou duas moças para a nossa equipe. Precisamos muito!

Grato pelas orações e pelo apoio.

Um abraço a todos,

Norval (por Lau, Lucas, Carol e Sara).

 

 

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos