Skip to content

Rev. Maurício e Ana Martinez

Zimbábue, junho de 2020

“Ficarei no meu posto de sentinela e tomarei posição sobre a muralha; aguardarei para ver o que ele me dirá e que resposta terei à minha queixa. Então o Senhor respondeu: Escreva claramente a visão em tabuinhas, para que se leia facilmente. Pois a visão aguarda um tempo designado; ela fala do fim, e não falhará.  Ainda que se demore, espere-a; porque ela certamente virá e não se atrasará”.

Habacuque 2:1-3

Queridos amigos e parceiros de missão, estamos gratos á Deus por termos a oportunidade de escrever para vocês um pouco do que Deus tem feito nos últimos meses em nossas vidas, mesmo diante dessa pandemia que tem paralisado o mundo, sabemos que os planos de Deus não estão parados e continuam sendo cumpridos.

Como muitos em muitas partes do mundo estamos confinados em nossa casa, aguardando o tempo de Deus para que todo esse problema de pandemia seja resolvido.

Nunca imaginávamos que em nosso primeiro ano no campo transcultural iríamos ter uma experiência como essa, estar longe do nosso país durante a pandemia e confinados com pessoas que não são da nossa família de sangue, mas da família que Deus preparou para nós durante esse longo tempo.

Chegamos na Cidade do Cabo em junho do ano passado e nossos planos eram de entrar no Zimbábue em março desse ano, mas devido aos processos burocráticos e agora a pandemia esse tempo aqui foi prorrogado. Estamos providenciando a documentação para a solicitação do visto no Zimbábue e assim que esse processo se concretizar poderemos dar novos passos rumo ao Zimbábue.

Enquanto isso não acontece continuamos estudando inglês todos os dias online e procurando aprender o máximo nesse tempo que ainda estamos na Cidade do Cabo, pois moramos em uma casa com mais sete pessoas e devido ao confinamento estamos tendo oportunidade de praticar mais o inglês nas atividades do dia adia, seja na reunião de oração que temos feito antes do jantar, seja na leitura de livros em inglês após o jantar ou tendo a oportunidade de cozinhar para os moradores da casa.

Também estamos tendo a oportunidade de fazer alguns vídeos para igrejas no Brasil e assim continuar falando do amor de Deus para as pessoas usando a arte do palhaço marmita.

Queremos agradecer a Deus por toda a sua provisão em tudo que precisamos, a nossa agência APMT que tem se mostrado guerreira em buscar novas formas de levantar recursos diante desse período de super valorização do dólar que tem feito com que os missionários percam parte considerável do dinheiro que recebem. Agradecemos as igrejas que tem sido fiéis mesmo diante da crise que o Brasil está passando nesse momento e de parceiros que muitas vezes tem nos procurado para saber como podem participar, também irmãos de juntas missionárias que tem feito “vaquinha” para entre a diretoria da junta para que o valor final não seja alterado mesmo diante da crise.

Estamos constrangidos diante de tantas manifestações de cuidados que recebemos nos últimos meses, orações de irmãos que nunca nos viram pessoalmente mas entraram em contato dizendo que estão orando por nós, mensagens de apoio, enfim, não há espaço para falar de tudo mas temos sentido o corpo de Cristo presente conosco em todos esses dias.

Seguimos aqui na Cidade do Cabo na África do Sul confiantes que o tempo de ir para o Zimbábue será em breve, não podemos jamais perder a visão mesmo quando não conseguimos enxergar o caminho, sabemos em Deus que ele está lá e vamos alcançá-lo segundo a vontade Dele.

Orem por nós e oraremos por vocês sempre confiantes na vitória em Cristo Jesus!

Compartilhe esta postagem

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Últimas postagens

Arquivo

Arquivos

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativo