Skip to content

Rev. Marcos Paulo e Cristina

Paraguai, setembro, 2020

 

Estamos juntos nessa caminhada…

A tormenta que sobreveio sobre o mundo de maneira inesperada está passando, agradecermos a Deus pelo privilégio de estarmos firmes no Paraguay. Após readequarmos o projeto Luz para Asunción nestes tempos de pandemia, vencemos mais uma etapa desta Missão.

Ore conosco por:

As três Júlias – Final de uma história complicada. Após oito meses de intensa batalha jurídica, e muita oração, finalmente as três Júlias deixaram o albergue. São as três irmãs de uma comunidade próxima a Igreja, que foram tiradas do convívio da família. As duas mais novas, Julia Dionísia (Noni) e Milagros (Mila) estão em nossa casa, abrigadas como família acolhedora. O pai alugou uma casa modesta em um bairro próximo, e está com a filha adolescente. A mãe vive em outro lugar, e não tem manifestado nenhum interesse por elas. Conseguimos matriculá-las em um Colégio Presbiteriano, com classes virtuais por causa da pandemia. Ore conosco para que tenhamos sabedoria para abrigá-las como uma família acolhedora, e sigamos com uma boa reinserção delas em sua família.

O Evangelho em Tempos de Pandemia – Voltamos aos cultos presenciais, seguindo os protocolos rígidos do governo paraguayo. Sentimos a ausência inicial de algumas pessoas, mas, aos poucas, a Igreja voltou a florescer com os cultos presenciais. Ainda não podemos realizar a Escola Dominical, os ensaios do louvor ou as células de oração nos lares, todavia mantemos o culto dominical em um horário especial.

Igreja Presbiteriana Central de Asunción – Superamos os desafios iniciais nestes tempos de quarentena, mantendo os cultos online nas quartas-feiras. Ainda que o país tenha sido assolado por uma grave crise econômica, todas as famílias da Igreja permaneceram empregadas. Alguns membros foram contaminados com o vírus, mas, superaram a enfermidade sem sintomas mais graves. Agradeça conosco pela providência de Deus nestes tempos.

Nossos filhos, que passaram o primeiro semestre no Rio de Janeiro na casa dos meus pais, já regressaram para nosso apartamento em Hortolândia. Mateus iniciou em um novo emprego, e Caio continua em home office em uma empresa de Campinas, cursando também o último ano de Administração na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Com as fronteiras fechadas não sabemos ainda quando poderemos regressar ao Brasil. Contamos sempre com as orações de todos.

 

Rev. Marcos Paulo e Cristina

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos