Skip to content

Rev. José Wilton e Zenaide

Colômbia, junho de 2020

Projeto Elpis

“E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” (Cl 3:17)

Amados irmãos,

Nestes tempos difíceis, continuamos o trabalho missionário aqui em Bogotá. Por ordem do governo da Colômbia, permanecemos em quarentena, com algumas saídas apenas para atividades essenciais. O longo período em isolamento social nos tem deixado ansiosos, porém continuamos no firme propósito de falar de Jesus a este povo sedento da Graça.

Como em todos os lugares, a quarentena nos proporcionou a oportunidade de usarmos plataformas virtuais em nossas atividades, com isto temos tido muitas atividades diárias, o que tem sido bom, pois tem aumentado a comunhão das pessoas com quem trabalhamos e agregado novas pessoas ao grupo. A vantagem é que este trabalho ameniza os efeitos do isolamento e nos faz sentir a mão de Deus trabalhando através de nós.

Tem sido edificante nos reunir quinzenalmente com o grupo de homens e mulheres que criamos (os homens a meu cargo e as mulheres com Zenilde). São reuniões onde estudamos a bíblia e o papel de cada grupo no reino. Tem tido excelente frequência e contribuído para o crescimento espiritual destas pessoas. Nosso desejo é que o grupo se multiplique levando a novas pessoas o conhecimento de Cristo.

O Senhor abriu uma porta para que pudéssemos trabalhar com refugiados oriundos do conflito armado e também migrantes venezuelanos. Há um imóvel “hogar”, com capacidade para abrigar até 60 pessoas, pertencente a uma fundação da igreja que auxiliamos. Foi firmado convenio com a Cruz Vermelha Colombiana para receber refugiados. No último mês tivemos um contingente de 32 pessoas. Para o grupo, distribuímos literatura, realizamos cultos evangelísticos e damos apoio espiritual, este trabalho tem sido bálsamo para estas famílias fragilizadas pela necessidade de quase tudo. 

A comunidade brasileira em Bogotá é imensa, temos nos envolvido com estas pessoas, geralmente esposas de brasileiros que vieram transferidos, a trabalho, para a Colômbia. Através destes contatos, temos conseguidos doações, geralmente roupas, para abençoar as pessoas em situação de pobreza que habitam nas ruas da cidade. Tem sido um trabalho muito interessante. Estamos pensando criar uma espécie de Bazar permanente, para abençoar estas pessoas. Cremos que esta é uma forma interessante de atender as necessidades básicas dos necessitados e tornar a glória de Deus conhecida através de nossas obras.

Vimos evangelizado uma família de migrantes venezuelanos em situação de extrema pobreza. A filha de apenas 16 anos está gestante e o pai da criança a abandonou. A previsão de nascimento da criança é setembro. Temos encontrado apoio de pessoas e estamos fazendo o enxoval da criança. Diante da situação de calamidade pela qual passam os desabrigados nesta cidade, talvez seja uma gota d’água em um oceano, mas cremos que se fizermos, em nome de Jesus, o que está ao nosso alcance, amenizamos a dor das pessoas e honramos ao nome do Senhor.
O governo tem prometido para setembro a reabertura dos templos, com isto retornaremos um pouco a normalidade. Estamos esperançosos, confiantes em Deus que breve poderemos abraçar aos irmãos.

Motivos de oração:

Pelos filhos, para que sejam preservados nesta pandemia uma vez que morando sós.

Pela família de Maria Belém, a venezuelana que estamos apoiando na gravidez para que a luz do evangelho brilhe em sua vida.

Para que Deus abra portas por onde possamos compartilhar a fé evangélica.

Pela retomada dos trabalhos presenciais.

Rev. José Wilton e Zenilde.

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos