Skip to content

Rev. Jessé e Helem Fogaça 

Timor-Leste, agosto de 2019

“Sou peregrina na terra; não escondas de mim teus mandamentos. Minha alma se consome no anseio constante por tuas ordenaças” Sl 119.19-20

 

Shalom!

O tempo de chuva acabou. As montanhas já não estão tão verdes, o calor é mais ameno, as manhãs são agradáveis e a poeira domina os ambientes. Com a chuva, o período de dengue também se foi. Helem e eu contraímos dengue, novamente, mas já recuperados. A bondade do Senhor preservou a Rebeca neste ano. Fora a dengue, estamos bem de saúde. O Jessé teve um problema no joelho que tem causado muita dor e limitado suas atividades, mas nem um raio-x apropriado conseguimos.

Ficamos um tempo sem enviar notícias oficiais. Isso só aumentou a nossa gratidão por aqueles que ao não receberem notícias nossas, entraram em contato buscando informações. Muito obrigado pela preocupação. Um dos privilégios da vida missionária é o relacionamento da igreja local com o obreiro do campo. Por mais que estejamos distantes, o contato é sincero e amável. Somos gratos a todos que tem caminhado conosco.
Assim que chegamos do Brasil, imprimimos o livro do Evangelho de João. Das 3 mil cópias produzidas, mais de duas mil foram adquiridas em menos de 2 meses. Também recebemos o livro com histórias do Evangelho de Marcos com figuras. Dos 10 mil volumes impressos, nosso estoque está com aproximadamente 100 cópias, que já estão reservadas. A necessidade de material impresso e recursos para as igrejas e seus membros têm sido grande, isso nos motiva.
Nosso principal desafio no momento tem sido o fechamento do Novo Testamento em Tetum Dili, a língua oficial do Timor-Leste. Todo os livros do Novo Testamento e alguns do Antigo já estão prontos. Pastor Carlos e eu, junto com alguns convidados estratégicos, estamos trabalhando na produção de um texto final, verificando a consistência dos termos chaves, revisando a ortografia, e checando a exegese. Este é um projeto antigo, já com quase 20 anos, que passou por 3 diferentes equipes. Os últimos livros foram produzidos em cima do trabalho e experiencia das equipes anteriores, e muito foi aprendido neste período.

A tradução do Antigo Testamento é um projeto ativo, mas não prioritário no momento, uma vez que estamos focados na impressão do Novo Testamento. Também a tradução para as línguas Makasae e Mambae estão sendo prejudicadas por falta de tempo. A propósito, o Pastor Salvador, tradutor para a língua Makasae teve a sua primeira filha, a Eloá. Estamos todos gratos ao Senhor.

Atualmente, nós estamos responsáveis por treinar e trabalhar com uma equipe de seis timorenses cada um em diferente função. Uma atividade que tem sido cada vez mais requisitada é a de gravação. Considerando a realidade educacional do país, um dos nossos alvos é o de gravar e produzir materiais audiovisuais de todo texto ou material que produzimos na forma escrita. Essa ferramenta amplia o nosso alcance de comunicação e penetra mais profundo nas regiões mais distantes e menos privilegiadas. James é um jovem timorense que tem sido preparado para assumir este trabalho. As possibilidades são muitas, mas ainda precisamos aperfeiçoar esta ferramenta para produzir um material de qualidade. James é um jovem cristão comprometido com o Senhor, dedicado no trabalho e tem um coração de servo. Deus nos presenteou com a sua vida, agradeceríamos se lembrassem de orar pela vida do James.

Rebeca continua sempre doce e amável. Ela é humilde e resiliente, fisicamente ativa e amante do aprendizado. Tem se interessado por trabalhos manuais e buscado diferentes formas para servir ao Senhor. Aonde quer que nós vamos, ela nos acompanha com alegria e disposição. Não reclama das privações ou simplicidades daquilo que lhe é oferecido. Rebeca tem aprendido a tocar violão, piano, crescido em informática. Em maio, ela completou 10 anos. Um dos grandes desafios para a vida missionária da Rebeca tem sido amizades. A Rebeca tem amigas de diferentes línguas e passaportes, mas que vem e não muito tarde se vão. O sentimento de solidão trás tristeza ao seu coração. Entender a luta da Rebeca é simples, imagine você ter que se despedir e não mais reencontrar todos os seus familiares e amigos pelos próximos 2 ou 3 anos. Temos orado por isso.

Helem tem trabalhado em múltiplas jornadas. Além de coordenar o ensino domiciliar da Rebeca, ela tem administrado a equipe geral com que trabalhamos, tem orientado alunos da universidade, é responsável pela tradução para a língua Mambae e produz de livros de alfabetização. Eu tenho trabalhado com a equipe de tradução do Tetun Dili e Makasae, trabalhos durante a semana e aos fins de semana com a Igreja Presbiteriana, oferecido treinamentos, aulas, palestras e muitas reuniões com pastores e líderes locais. Recentemente comecei a contribuir com uma iniciativa global para a atualização de um banco de dados sobre pesquisas e informações sobre as línguas de Timor-Leste e suas necessidades de tradução da Bíblia.

Em tudo somos gratos ao Senhor, pela oportunidade de servi-Lo. Nossas atividades têm sido diversas e em diferentes frentes, e maiores ainda são as possibilidades e pedidos de ajuda das comunidades timorenses. Queremos atender a tudo o que nos vem as mãos, mas não temos condições e tempo. Temos orado por discernimento para administrar o tempo e focarmos no que é prioridade, sem deixarmos de ser sensível à realidade, sempre aprofundando nos relacionamentos daqueles que o Senhor tem trazido a nós.

Teríamos muito ainda para relatar, mas nos despedimos com gratidão a todos que tem acompanhado a nossa caminhada, orado e contribuído. A bondade do Senhor para com a nossa família tem sido manifesta através da igreja e de irmãos que nos acompanham.

Um forte abraço.

Jessé, Helem e Rebeca Fogaça

Soli Deo Gloria!

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos