Skip to content

Rev. Humberto de Oliveira e Brandali

Itália, abril de 2021

 

Ainda Que… Habacuque 3.17-19

A mensagem do profeta nunca foi tão contemporânea, vivemos num universo de incertezas e podemos cada dia interrogar a nós mesmos:

Como vai a nossa vida?

Como vai a nossa família?

Estamos vivendo imersos em incógnitas, esperando respostas para nos ajudar a superar os grandes obstáculos que estão diante de nós.

Ainda que a nossa vida não esteja como a gente gostaria, não podemos desistir de viver.

Ainda que o nosso relacionamento familiar não esteja bom, não vamos desistir da família.

Ainda que a nossa fé não esteja firme, não desistiremos de Deus!

 

I – AINDA QUE A FIGUEIRA NÃO FLORESÇA.

A figueira foi utilizada por Jesus para falar da esterilidade espiritual e falta de fé (Mt 21:19; Lc 13:6-9; Mc 11:13, 20-21). Ela simboliza a nossa vida espiritual que precisa estar viva e produzindo frutos todo o tempo, sob pena de secarmos, morrermos, sermos arrancados da terra.

II – AINDA QUE FALHE O PRODUTO DA OLIVEIRA.

A oliveira era nativa na Palestina e muito comum ali, quando o povo de Israel entrou para tomar posse da terra prometida (Dt 6:11). O fruto da oliveira é a azeitona, de onde se produz o azeite que serve para a unção, entre outras utilidades. Um fato curioso é que a oliveira é uma das poucas árvores capazes de atingir séculos de vida sem nunca adoecer. Daí a associação dela com a cura, a saúde a longevidade. Podemos dizer “ainda que falhe a saúde”, todavia podemos confiar em Deus, pois Ele pode curar todas as nossas enfermidades (Sl 103:1-5).

III – AINDA QUE NOS CURRAIS NÃO HAJA GADO.

Com a invasão do exército babilônico em Jerusalém, toda a criação de animais foi levada como despojo, e o povo ficou em completa pobreza e miséria, passando fome. Não tinha mais gado, não tinha mais leite para as crianças e o desespero começava a tomar conta das famílias. Aí o Profeta Habacuque convida o povo a continuar crendo em Deus, ainda que nos currais não houvesse mais o gado”.

CONCLUSÃO:

O Profeta, em sofrimento, declara a sua fé, dizendo que nada o faria abandonar a Deus.

Observando o ser humano em sua busca frenética por felicidade, constatamos que ela, a felicidade, parece estar sempre “naquilo que nos falta”. Somos insaciáveis. Trata-se, porém, de uma fome e de uma sede mais profundas.

O profeta Habacuque nos traz uma proposta clara, concreta: alegrar-se no Senhor, também nos tempos de carência, quando falta aquilo que desejamos.

 

Orem conosco

-Pela nova realidade que estamos vivendo nesse período de pandemia.

-Pela recuperação econômica.

-A igreja que estamos iniciando em Brescia tem sofrido com os problemas gerados dessa situação. Retomamos as atividades em maio 2021.

-Pelo crescimento da igreja de Legnano e pelas pessoas que estão sendo recebidas como membros, oremos por crescimento espiritual.

-Pela retomada das atividades na região, orem por provisão econômica e pelas viagens que temos que fazer semanalmente.

 

Orem por nós:

-Pedimos que orem pela nossa saúde.

-Orem pela nossa saúde física, espiritual e mental.

-Pela saúde da Brandali, que necessita de uma cirurgia no ombro por causa de uma artrose. A lista de espera é muito grande e ela tem sofrido muito com dores.

-Para que tenhamos novas estratégias para poder compartilhar o evangelho na cidade, e que Deus quebre o coração das pessoas.

 

Não deixem de visitar nossos canais de comunicação.

www.federiformata.com

www.chiesapresbiteriana.com

Youtube: Chiesa Presbiteriana in Italia

Facebook: Chiesa Evangelica Presbiteriana Legnano

Instagram: chiesapresbiteriana

 

Se desejar contribuir entre em contato conosco.

Rev. Humberto Arisa

Whattsapp +39 3337884058

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos