Skip to content

Rev. Gessé Rios e Iolanda

Africa Austral, 1 de fevereiro de 2020

 

“Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” (1 Tess. 5:16-18).

Pela graça de Deus concluímos nossas atividades no Seminário Mukhanyo de KwaMhlanga no ano de 2019 com excelente aproveitamento, onde 90% dos alunos passaram nas disciplinas que lecionei nas áreas de Novo Testamento, Liderança Cristã, Credos e Confissões de Fé Reformadas e Liturgia. O desafio é muito grande dadas as distâncias culturais e linguísticas que nos separam como professor e alunos. Como eu, todos os meus alunos falam inglês como segunda língua. A maioria deles pertence ao povo Ndebele, porém, achamos nossa identidade comum em Cristo Jesus.

Fizemos uma viagem agradável e segura a
Cape Town em dezembro para desfrutarmos
de um tempo em família. Sob a condução do
Guilherme na maior parte do tempo, cruzamos
os aproximados 800km do agonizante e seco
deserto do Karoo. Lamentamos apenas que
não foi possível ter Philipe conosco, pois
estava no Brasil resolvendo pendências relacionadas ao visto de trabalho.
Guilherme e eu retornamos a Pretória no dia 04/01/2020 por causa do seu trabalho junto ao seminário Mukhanyo e eu, em virtude de viagem de trabalho agendada para início do ano ao país vizinho, Zimbábue.

Embora tenhamos ido a Cape Town para tentar descansar um pouco, achamos por bem aproveitar para nos
reunir em diversos momentos com os
nossos colegas no projeto de parceria de trabalho para o Centro-Norte de Moçambique e no programa de aquisição do idioma inglês, isto é, as famílias Bantim e Martinez respectivamente. Aproveitamos também para ouvirmos nossos parceiros na região do Cabo Ocidental.

A visita ao país vizinho, Zimbábue, ocorreu conforme planejada. Foram ao todo 10 dias de viagem com os nossos irmãos Ana Cristina a Maurício Martinez. Por questões logísticas e para
evitar maiores dificuldades com o grande movimento na fronteira de Beitbridge, fizemos a viagem via Palapye e Francistown (Botsuana) e apenas o retorno, via Beitbridge. Tivemos reuniões com Rev. John Stambolie, Presidente do Presbitério de Bulawayo, lideranças da MTW (Mission to The World) da Igreja Presbiteriana da América (PCA) e outras lideranças locais. O Presbitério de Bulawayo é composto de 3
pequenas igrejas presbiterianas sendo plantadas na região de Bulawayo.
Trata-se de uma denominação nova, ainda sem nome oficial, que está sendo plantada no país, tarefa para a qual estamos sendo convidados na condição de missionários da APMT. O casal Martinez executará nosso primeiro projeto missionário neste país, que já foi considerado o “cesto da África”, em virtude de sua riqueza na produção de alimentos. Hoje o Zimbábue sofre com a escassez de alimentos provocada por longas estiagens e pelos fracassos administrativos do passado.

Agradecemos sua participação em nosso trabalho por meio de suas orações!

Agradeçam conosco:

  • Pela segurança e cuidado de Deus em nossas viagens;
  • Pelo tempo de descanso, reuniões e reencontros na Cidade do Cabo;
  • Pelas oportunidades que surgem na fase final dos estudos do Leo – além da aprovação da bolsa para finalizar seu doutorado, conseguiu também uma bolsa para três meses de pesquisas na Universidade de Groningen (Holanda);
  • Pela boa reação dos nossos irmãos Martinez às condições de vida e trabalho no Zimbábue;
  • Pela avaliação positiva da igreja parceira no projeto dos nossos irmãos Bantim no Centro-Norte de Moçambique;
  • Pela aprovação do visto de trabalho do Philipe;
  • Pelo Guilherme ainda estar conseguindo trabalhar;
  • Pelos bons resultados obtidos pelos meus alunos no Seminário;
  • Pela aprovação do Ministério da Educação da África do Sul para o curso de Teologia à distância oferecido pelo Mukhanyo (são mais de 600 alunos de diversos países).

Para intercedermos juntos:

  • Pelos novos desafios no meu trabalho no Seminário Mukhanyo;
  • Pelos próximos passos para o trabalho dos nossos irmãos Martinez em Zimbábue, sobretudo pela aprovação do visto;
  • Pelos preparativos dos irmãos Vinícius e Beth para a próxima viagem e pelo mês de trabalhos em Moçambique, juntamente com a Igreja Reformada de Strand;
  • Pela possível mudança da família Machado da cidade de Tete para Vila Ulongue, no Centro-Norte de Moçambique;
  • Pelos demais colegas na região, Luciano Azevedo, Rev. Romário e Julia e pelos desafios que cada um enfrentará nos s eus respectivos campos neste ano de 2020;
  • Pelos nossos filhos: a) tratamento de saúde do Gui; b) final do curso do Leo e seu tempo de pesquisas na Europa; c) retomada dos trabalhos do Philipe em Cape Town;
  • Por nossa saúde (Iolanda e eu).

 

No serviço do Mestre,

Rev. Gesse e Iolanda Rios

Para contribuir:

Através da APMT, usando o código de identificação de 0,14 centavos (ex.: R$ 100,14):
B. do Brasil, Ag.: 5853-X (Cambuci) – C/C: 7500-0;B. Bradesco, Ag.: 119-8 (Cambuci) – C/C: 107965-4; Transferência online, CNJP: 04.138.895/0001-86; Boleto – (011) 3341-8339 boletos@apmt.org.br

Na conta pessoal:
Gessé Almeida Rios (CPF: 253.072.585-34)
B. do Brasil – Ag. 8413-1; C/C ou Poup.: (variação 51): 14116-X ouB. Bradesco – Ag. 0250-0; C/C ou Poup.: 0052042-0

 

 

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos