Skip to content

Rev. Fábio Ribas e Lucila (Indígenas) 10/11/2017

Queridos amigos muito especiais, companheiros de jugo e de júbilo, escrevo para agradecer MUITO o carinho e orações!

Passei pela cirurgia ontem e estou me sentindo super bem. Havia umas pedrinhas e uma pedrona maior e parecida com uma semente de pêssego. Estou só no antibiótico e no remédio de dor, mas ontem mesmo voltei para casa. Estou me sentindo super bem Obrigado pelo carinho!!!
No mais, gostaria de compartilhar, que estava preparado para meu encontro com Jesus. Preparei minhas filhas e esposa também, preparei amigos e alunos mais próximos. As pessoas precisam estar preparadas não apenas para morrer, mas nossos os amados parentes e amigos precisam também estar preparados para nos deixar morrer. Como não sabemos a hora marcada por Jesus, tratei de preparar a quem eu amo para a possibilidade.
Quando minha mãe esteve recentemente aqui, visitando-nos no Ami, ela me perguntou: “Fábio, vc está com medo?”. Ao que eu respondi: “Mãe, nunca estive tão preparado para morrer como estou agora! Tenho completa certeza da minha salvação e irei para um lugar muito melhor ver o rosto do meu Jesus”. Foi uma oportunidade ótima para compartilhar o Evangelho com minha mãe.
Contudo, parece que ainda não foi agora. Portanto, confesso que também orei que, se não era a hora do meu encontro com meu amantíssimo Salvador Jesus, que a minha recuperação pudesse ser rápida, pois tenho 3 compromissos muitíssimo preciosos na próxima semana para os quais o médico já me liberou, tomando certos cuidados:
1) Na próxima terça, vou poder compartilhar com o grupo de professores aqui toda filosofia e visão do Ami. Agradeço a Deus por ter conseguido sistematizar ótimas ideias, mas que não haviam sido bem introduzidas e nem amarradas. Na semana pedagógica de Julho, em que já havia feito a apresentação da grade curricular e do Ami, os professores reagiram ao final, dizendo: “Agora, sim, pela primeira vez, estou entendendo sobre isso de oralidade e já sei qual o caminho que devo seguir”! Oralidade é um tema muito mal compreendido e explicado, mas vcs nem fazem noção da minha realização como professor de ouvir de professores indígenas e não indígenas uma frase como essa. Só Deus sabe como saio do Ami com o coração repleto de satisfação pelo trabalho cumprido;
2) Na próxima sexta, vou pregar na Federação das Saf’s de Várzea Grande pelos 133 anos da SAF Nacional. E Deus sabe como eu queria estar presente, pois é uma maneira de retribuir por todo amor e carinho que elas deram a mim e a minha família nestes 3 anos;
3) Recebi um convite de honra!!! Fui escolhido paraninfo da turma do CFM (APMT). Porém, por causa da cirurgia, não vou poder estar, pois, infelizmente, nos próximos 30 dias, não posso viajar nem de ônibus e nem de avião. Mas eles pediram que eu fizesse a gravação do meu depoimento para que eles passem no culto de formatura. Lindo, não?
Este ano, tem sido, desde a assombrosa experiência de carinho em Recife, que recebi dos alunos do CFM de lá, até aqui, um ano de muitas alegrias como professor e missionário. Estou realizadíssimo!!!
Só tenho a agradecer a Deus por toda graça imerecida que Ele tem derramado sobre a minha vida antes mesmo de eu nascer! Se vc chegou até esta linha da minha cartinha, então, no silêncio do seu coração, faça uma oração ao nosso Deus. Ele é bom o tempo todo. o tempo todo Ele é bom! Eu nunca mereci a vida que tenho, portanto, já que a tenho, que seja totalmente para a glória de Deus!
Fábio Ribas

PS – Fotinho antes da cirurgia na paz dAquele que me tem dado muito mais do que eu tenho pedido ou imaginado!

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos