Skip to content

Rev. Everton e Clarissa Matheus (Senegal) – 08/06/2011

Como sabem, saímos de Barretos – SP no dia 05 de Junho (Domingo) às 9h00m. Deixamos a família “chorosa”, mas cientes do conforto e do consolo do Senhor sobre eles e sobre nós. Alugamos uma Van: 5 pessoas e 345Kg de bagagem, distribuídos em 10 malas e 5 bagagens de mão.
 
Passamos em Matão no final da Escola Dominical, foi muito legal. O Rev. Elton orou por nós e nos despedimos dos nossos queridos de lá. Depois de 7h30m de viagem chegamos a Guarulhos. Nosso voo saiu às 20h00 e depois de 9h chegamos a Madri. Ficamos 10 horas na área internacional do aeroporto, devido ao atraso em nosso voo de Madri para Dakar. Mas, debaixo de graça do nosso Deus chegamos a Dakar às 22h30m (horário local – no Brasil 19h30).
 
Tivemos que pagar uns carregadores para nos ajudar com a bagagem e passamos sem problemas pela alfândega com as doações que os irmãos mandaram: (remédios, produtos e equipamentos odontológicos, escovas, cremes dentais, enxada, etc…). Louvado seja Deus!
 
Infelizmente três das nossas malas foram danificadas na viagem. E tratando-se do Senegal não temos para quem reclamar. Mas, já estava previsto esta perda!
 
As crianças se portaram heroicamente em todos os momentos. Mesmo nas 10 horas em Madri. Louvamos a Deus pelos nossos filhos, quem os conhece sabe que eles são fantásticos!
 
Para nossa alegria e motivação fomos recebidos por toda a equipe APMTS que habita em Dakar: Vildene e Pr. Jerôme, Ronalda e Joseph, Pr. Gerson e Marília e Pr. José Dilson. Eles nos ajudaram a transportar a bagagem para a casa do Pr. José Dilson e Marli. Esta nos recebeu com um banquete. Tanto no jantar como no almoço do outro dia.
 
Na terça pela manhã, conseguimos comprar o essencial: geladeira, fogão, máquina de lavar. E no período da tarde fomos até Mbour. Fomos até a casa que pré-alugamos deixamos parte das coisas e fomos até a propriedade encontrar com o Mis. Roy que doou a clínica odontológica. Foi um momento muito especial, está tudo quase pronto e ele emocionado, disse que estava passando o seu “bebê” (clínica) para nós com alegria e gratidão em seu coração. A Clá ficou emocionada pela confiança e pela benção do consultório estar quase todo pronto. (depois mando fotos). Visitamos as construções da propriedade, o poço artesiano e a nossa casa em construção na propriedade. As crianças curtiram bastante, principalmente brincar com a Djuma. Falando em Djuma preciso dar uma notícia no mínimo constrangedora. Quando compramos, foi nos últimos dias da minha estada em janeiro p.p. Compramos como sendo uma jumentinha, mas a quinze dias atrás o Pr. José Dilson descobriu que a Djuma é na verdade o Djuma. Ou seja, é menino! Vamos ter que mudar o nome do bicho. Se quiser ajudar sugerindo. Fique a vontade! É eu sei, é constrangedor. Pode rir! Rsss
 
Uma benção muito grande foi reencontrar o Mr. Ibou, funcionário da nossa propriedade, que está convertido hoje! Louvado seja Deus!
 
Voltando ao relato: passamos a noite em Mbour. Na verdade, acampamos em nossa futura casa e retornamos para Dakar para comprar outras coisas: gerador, antena de TV e utensílios para a casa.
 
Amanhã vamos permanecer em Dakar, pois teremos uma reunião com a equipe. Será nossa recepção oficial. Na sexta-feira provavelmente iremos para Mbour começar a ajeitar a casa.
 
Estamos aguardando a oferta das SAFs do nosso sínodo para comprar as demais coisas. Desde já agradecemos a todas as irmãs que estão preparando esta oferta para nos abençoar. E agradecemos a todos os irmãos que nos abençoaram no culto de envio e que nos possibilitou começar a ajeitar nossa vida aqui.
 
Estamos tendo dificuldade para telefonar para o Brasil e com a internet também. Esta faltando energia a toda hora. Isso confirmou a necessidade da compra da geladeira a gás e de um gerador.
 
Obrigado pelas orações e pelo carinho!
 
Continuem orando:
 
1 – por nós, pela saúde e adaptação;
 
2 – pelos nossos familiares;
 
3 – pelos recursos necessários;
 
4 – pela venda do nosso carro em Matão e compra de um novo em Mbour;
 
5 – pelo início do nosso trabalho na propriedade;
 
6 – por recursos humanos para estar trabalhando conosco;
 
7 – Pela documentação de permanência no Senegal;
 
8 – Pelo término da construção da nossa casa;
 
9 – pelos parceiros do nosso projeto;
 
10 – pela documentação do governo senegalês autorizando a construção na propriedade das meninas e do atendimento odontológico na propriedade.
 
Um grande abraço para todos!
 
NEle
 
 
 
Rev. Everton, Clarissa, Duda, Helô e Samuel
 
Projeto Brasil-Mbour/Senegal/ África

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos