Skip to content

Rev. Dirceu e familia – Don Benito


Como nos alegra poder compartilhar com cada um de vocês nossas vitórias e lutas, nossa esperança e preocupações, nossas alegrias e tristezas e saber que continuamos firmes porque estamos com os olhos voltados para o Senhor e Sua obra, tendo a cada um de nossa retaguarda como parte desse invisível Corpo de Cristo.

O ano de 2005 nem bem começou e já estamos frente a frente com desafios que seguramente serão instrumentos para nosso amadurecimento. Provavelmente estaremos perdendo duas famílias por transferência de trabalho, o que significará menos 9 pessoas. Nossa pequena comunidade já está sentindo essa perda. Também temos enfrentado alguma oposição ao trabalho. Sabíamos que a realidade pós-cristã européia seria um problema, mas quando chega a hora de confrontar os problemas, sempre sofremos.

Por outro lado, neste início de ano nossos contatos dentro da cidade de Don Benito se ampliaram, principalmente por nosso envolvimento com o apoio e socorro a imigrantes e em especial neste momento, quando o governo espanhol propôs uma regularização maciça daqueles que estão sem documentos de trabalho e têm proposta de emprego. Por esse motivo, chegamos a participar de um programa de rádio de uma hora para falar sobre a realidade dos imigrantes de nossa cidade (em torno de 900). Nosso apoio à associação de estrangeiros e a abertura de nosso templo para algumas reuniões da diretoria tem possibilitado um diálogo mais aberto sobre a igreja e nosso trabalho com a sociedade, apesar do ciúme de alguns líderes católicos.

Algumas atividades especiais de nossa igreja têm contribuído para fortalecer nossas estruturas. Iniciamos as reuniões mensais com as senhoras da igreja. A Tirza decorou nosso templo de forma bem agradável, servindo um chá e ministrando a palavra. Cada senhora estará orando durante um mês por sua amiga secreta e também com o propósito de trazer alguém novo. Que desafio para o nosso contexto!

Além dos cultos semanais em nosso templo, continuamos realizando cultos em duas residências em cidades vizinhas e também um culto quinzenal no Asilo em uma dessas cidades. Infelizmente uma funcionária desse Asilo tentou convencer a diretora a não permitir a continuidade de nosso trabalho e todo o material literário que havíamos deixado desapareceu. Graças a Deus a diretora continua permitindo nossos cultos.

Estamos indo quinzenalmente à capital da província (Badajoz) para levar nossos adolescentes para participar de um coral formado por várias igrejas. Tem sido a única oportunidade de eles estarem reunidos com outros adolescentes crentes, pois além dos de nossa igreja, não conhecem a ninguém mais em nossa cidade e, em realidade não existem mesmo. A Maíra está cantando e o Mateus foi convidado para ser monitor (Também estará tocando bateria na equipe de louvor do coro). No último domingo uma de nossas adolescentes iniciou sua participação na equipe de louvor de nossa igreja tocando bateria. A alegria dela, de sua família e nossa foi imensa (É uma de nossas alunas de música).

Nossa família está bem, graças a Deus. Nossos filhos continuam bem na escola e têm feito boas amizades. Nesta semana receberemos uma estudante polonesa para um intercâmbio escolar, pois nossos filhos estão estudando a língua Esperanto, cursos oferecido pelo instituto. Essas experiências têm sido muito benéficas para eles, principalmente para diminuir a saudade que sentem de nossa terra-patria. Quanto a nós, os pais, estamos animados e cansados. Apesar de não ressaltarmos os problemas, eles naturalmente existem e como missionários o desgaste é maior pois não estamos em nosso contexto, nossa cultura e muito menos entre nosso povo. Temos crescido espiritualmente e amadurecido ministerialmente. O Senhor é maravilhoso.

MOTIVOS DE ORAÇÃO – Agradecimento – 1. Pelos 16 anos de casamento (…As muitas águas não poderiam apagar o amor…Cantares 8.7); 2. Pelo envolvimento de nossa igreja com as outras igrejas da província; 3. Pelos contatos (rádio e reuniões com o prefeito e seus secretários); 4. Pela reunião das mulheres da igreja; 5. Por aqueles que formam nossa retaguarda. Intercessão – 1. Por nossa igreja que passa por um momento especial de consolidação; 2. Pelas atividades de nossos filhos; 3. Por nossa família; 4. Por nosso trabalho no Asilo; 5. Pelo sustento (Em janeiro houve uma queda significativa);

Reiteramos nossa satisfação por tê-los como companheiros e amigos.

Na bênção do Senhor.



Rev. Dirceu, Tirza, Mateus e Maíra

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos