Skip to content

Rev. Luiz e Rachel Bueno

“Quando o Senhor trouxe os cativos de volta a Sião, foi como um sonho. Então a nossa boca encheu-se de riso, e a nossa língua de cantos de alegria. Até nas outras nações se dizia: “O Senhor fez coisas grandiosas por este povo”. Salmo 126:1,2

Queridos irmãos,

Esperamos que esta vos encontre na paz de Nosso Senhor Jesus Cristo e com saúde.

O mês de janeiro começou com muito frio. Nossa passagem de ano se deu sob muito nevoeiro. Os meses de dezembro até fevereiro são bem frios em Portugal. Em algumas regiões chega a nevar. Mas ademais do nevoeiro, nosso mês se desenvolveu em paz, com os desafios de sempre.

As situações específicas de cada contexto tanto em Alhos Vedros como no Barreiro exigem que nos adaptemos para que nossa comunicação possa ser percebida não apenas no que falamos como também da maneira como vivemos. É um constante processo de aprendizado.

No Barreiro temos sempre as irmãs mais idosas e especialmente uma delas que nos causa preocupação. É a irmã Cremilde, ainda não chegou aos 80 anos, mas já tem dado sintomas do Alzheimer. A família tem sempre pedido orações. Helena fez uma cirurgia e foi bemsucedida. O Rev. Manuel Luzia que tanto aguardava a cirurgia foi finalmente chamado após mais de 9 meses de espera. A irmã Celeste que já passou pelo câncer, agora sempre mais debilitada procura sempre se proteger e se cuidar, mas está alegre. Em janeiro vimos chegar do Brasil o David e a Mirella. Estão na busca de uma estabilidade de emprego, coisa que não tem sido tão fácil para os imigrantes. Isaac e Fonseca, dois jovens angolanos, se esforçam para continuarem seus estudos na Universidade e Isaac já com o Mestrado concluído deve retornar em definitivo para Angola a fim de continuar exercendo seu trabalho como professor.

Na congregação Água Viva também temos os desafios de continuar a discipular e doutrinar. O Aristóteles, nosso irmão Angolano tem se adaptado, devagar ao sistema presbiteriano. Temos usado as reuniões de oração, para oferecer um discipulado mais pessoal para ele e para o Sérgio, que mesmo não sabendo ler tem perseverado durante os encontros semanais. Descobrimos que o Sérgio tem problemas nos pés e por isso temos dado apoio de levá-lo ao médico e comprado medicamentos. Vânia tem dado maiores expressões de sua fé e de perseverança. O acompanhamento de Rachel a ela tem surtido resultados, apesar de sofrer muito ainda em seu casamento. Ela e sua filha Inês de 4 anos sempre tem estado nos cultos matutinos. Dia 19 de janeiro iniciamos nossa Escola Dominical. Ainda não havia em Alhos Vedros e desde sempre vimos a urgência. Outra família tem participado mais ativamente, é o Danilo, a Joice e filha Bruna de 12 anos. O Danilo está muito sedento de aprender mais e mais. Adelaide e Sandra precisam de nossas orações a fim de que possam crescer mais na maturidade cristã. O João Miranda e a Joana Gonçalves tem sido alegria para nós. O Luiz tem feito acompanhamento semanal via Skype, uma vez que eles residem bem distantes da igreja. Sempre muito compenetrados e dispostos a conhecer mais a Bíblia e crescer espiritualmente.

Também temos desenvolvido uma amizade muito profícua com nossa vizinha, a Patrícia. Comissária de Bordo da TAP, já enfrentou problemas de saúde graves, e agora nos informou que deverá passar por mais uma cirurgia. Que ela esteja sendo tocada profundamente e consolada pelo
Espírito Santo.

Nossa viagem ao Brasil está definida para dia 2 de julho e nosso retorno a Portugal, se Deus permitir, para dia 4 de setembro. É a oportunidade que teremos de rever nossas igrejas parceiras e irmãos parceiros do projeto, também vamos aproveitar e participar juntos com Beatriz de sua festa de formatura em Medicina. Será emocionante. Pedro, com alegria, foi
recebido como membro comungante da Igreja Presbiteriana de Areias.

Em conversa com o pai do Luiz, o Seu Raul, ficamos felizes em saber que a doença não está a progredir. Ele sempre está ativo e se cuidando. Isso é uma grande alegria para nós. D. Rosa, mãe de Rachel, que aguarda com ansiedade ser chamada para fazer a cirurgia da perna. É motivo para nossas orações.

Neste mês tivemos o privilégio de obter o passaporte português. Agora nas viagens as questões burocráticas serão menores. Louvamos ao Senhor por isso.

Continuamos a pedir orações por Rachel, pois ela tem sofrido com os miomas e a médica está agendada para final do mês de fevereiro. Acreditamos mesmo que ela deverá passar por cirurgia para extraí-los. Mas Rachel segue em paz e sempre sendo uma bênção para nossa vida.

Que o bom Senhor, Aquele que está vivendo dentro de nós com Seu Espírito, vos console e supra cada uma de vossas necessidades. Pedimos, portanto, que louvem e supliquem conosco por cada notícia que possamos transmitir aos irmãos.

Nosso abraço fraternal e saudoso.

Rev. Luiz e Rachel Bueno

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos