Skip to content

Rev. Celso Dias e Leiliane

Portugal, março de 2021

“Tudo posso naquele que me fortalece. Todavia, fizestes bem, associando-vos na minha tribulação” Fp 4.13-14

Aos irmãos e parceiros da obra missionária,

O ano de 2021 teve um início bastante complicado em Portugal. Enfrentamos uma nova onda de coronavírus, em que varia até a numeração. As vezes fala-se em segunda onda, terceira onda, o certo é que o impacto e o número de mortos foi muito superior ao ano passado, na chamada primeira onda, e com isto Portugal decretou novamente o isolamento social. Agora já começou a passar o pico desta onda, e os números melhoraram consideravelmente nas última semanas. Assim, já estamos esperançosos com respeito a uma abertura das atividades em geral aqui no país.

No ano passado, durante o período de confinamento, as atividades da igreja e os cultos aconteceram de forma virtual. Mas logo que permitido, nossa igreja retornou aos cultos presenciais, e seguimos assim até terminarmos o ano, embora o país continuasse com algumas restriçoes. Estes cultos nos alegraram grandemente, e a presença dos irmãos na nossa igreja aumentou, inclusive com acréscimo de novas famílias. Infelizmente, agora em janeiro tivemos novamente que suspender os cultos presenciais e retornar aos cultos virtuais, por onde temos conseguido manter as atividades. Com a melhoria dos números da pandemia e como não estamos proibidos de ter atividades religiosas, já programamos voltar a ter o nosso culto presencial juntamente com a escola dominical para o terceiro domingo de março, dia 21. O governo esta semana deve começar uma abertura, mas o nosso planejamento está sendo feito considerando a nossa necessidade de reunir e pedimos aos irmãos que orem para que possamos atingir o nosso objetivo.

Pela graça de Deus, mesmo com os tempos difíceis para todos, o Senhor tem proporcionado boas coisas para a nossa igreja. Desde que chegamos a Portugal, não tínhamos uma frequência como tivemos quando retornamos aos nossos cultos presenciais e esperamos que continuemos tendo este bom momento de crescimento e de comunhão com os nossos irmãos. As dificuldades tem feito os irmãos se aproximarem mais uns dos outros e a ideia de que somos o corpo de Cristo, tem sido bem assimilada, de sorte que tem havido uma melhora significativa na comunhão entre aqueles que são membros e os que frequentam a nossa congregação.

Como no Brasil, o plano de vacinação na Europa já está sendo feito, e todos os países, incluindo Portugal, tem feito a  vacinação, embora estejam um pouco atrasados aqui. A nossa esperança é que com esta vacinação possamos ter dias melhores aqui e com esta pandemia finalmente controlada. O problema econômico aqui já está mais forte do que no Brasil. Houve aumento de preços, e isto em euro pesa bastante, e também o desemprego é acentuado. A queda econômica foi muito maior que no Brasil e as despesas aumentaram, mas temos esperança que neste ano possamos ter uma recuperação também na área econômica.

Graças a Deus, a família continua bem de saúde e o Senhor tem cuidado grandemente das nossas vidas. Os membros e frequentadores da nossa  igreja também tem gozado de boa saúde e não há nenhuma pessoa contaminada com esta doença no momento. Estaremos tomando os cuidados necessários na nossa volta as atividades, mas acima de tudo confiamos que o Senhor continuará a cuidar das nossas vidas e da vida dos nossos irmãos aqui, como tem acontecido até agora.

A Sarah, continua sendo uma bênção na parte musical, tanto nos cultos presenciais, como agora nos cultos virtuais. Este semestre, se Deus quiser, ela termina o curso dela. Outros irmãos também tem sido uma bênção na parte musical aqui, mesmo tendo que fazer as adaptações para os cultos virtuais. A Leiliane sempre trabalha com as crianças, e com a volta dos cultos presenciais terá oportunidade novamente de ensinar para as crianças, que pela graça de Deus também tem crescido o número delas aqui na igreja.

As nossas igrejas em Portugal estão neste momento fazendo somente o culto virtual. Cada uma tem o seu próprio planejamento para a volta dos cultos presenciais. Devemos ser a primeira igreja a voltar a ter os cultos presenciais, o que aumenta ainda mais a nossa responsabilidade.

Louvamos ao Senhor porque os nossos parceiros da obra missionaria aí do Brasil tem estado continuamente conosco. Esta fidelidade de cada um tem proporcionado a possibilidade de continuar trabalhando aqui, mesmo com a desvalorização do real em relação ao euro. Assim, temos conseguido vencer as dificuldades do tempo em que nós vivemos, e vemos que a mão do Senhor tem nos suprido nas nossas necessidades.

 

MOTIVOS DE LOUVOR

  1. Por continuarmos bem de saúde.
  2. Pelos irmãos da nossa igreja estarem bem de saúde.
  3. Pelo contínuo cuidado do Senhor nestes tempos difíceis.
  4. Pela Sarah ter vencido o último semestre da faculdade, mesmo nestes tempos difíceis.

MOTIVOS DE ORAÇÃO

  1. Para que a campanha de vacinação surta o efeito desejado.
  2. Pelo retorno dos nossos cultos presenciais, bem como da escola dominical.
  3. Pelo retorno das atividades com as nossas crianças, que continuarão a ser conduzidas pela Leiliane.
  4. Para que a Sarah conclua bem a faculdade neste ano e que o Luigi esteja alcançando o  objetivo dele

Rev. Celso Dias e família

 

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos