Skip to content

Rev. Celso Dias e Leilane

                                                                      Portugal, junho de 2021

 

“Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados.” (2 Coríntios 4.7-8).

 

Aos irmãos e parceiros da obra missionária,

Temos vivido um momento de abertura em Portugal, especialmente porque aproxima o verão, o tempo de aumento de turistas e assim de melhora na economia portuguesa. Ao mesmo tempo, começa-se a falar numa quarta onda da pandemia, onde especialmente a região de Lisboa, não está abrindo com a mesma velocidade do restante do país. O governo aqui tem dito que não haverá mais fechamento, especialmente porque a vacinação está bem avançada, mas precisamos ainda aguardar. O que mais desejamos é que esta pandemia termine, aqui em Portugal, no Brasil e no restante do mundo, e a nossa oração tem que ser contínua neste sentido.

A nossa igreja no último mês de maio completou 50 anos. Na verdade, a igreja original que havia aqui quase fechou, de sorte que não há mais nenhuma pessoa daquelas que haviam por ocasião do início da igreja, uma realidade muito comum aqui na Europa, infelizmente. Nós temos hoje um grupo que chegou nos últimos anos e que não teve nenhum contato com os membros originais, poderíamos dizer que houve o renascimento e há uma nova igreja que está caminhando. Pela graça de Deus, voltamos aos cultos presenciais, depois do segundo fechamento, e como ocorreu na primeira volta dos cultos presenciais, o nosso número de frequentadores aumentou, louvamos ao Senhor por tudo isto. As fotos que foram tiradas do culto do cinquentenário teve de ser dentro da realidade do distanciamento e assim não pudemos tirar aquela foto com todos os presentes juntos. Mas tivemos um bom culto de comemoração do cinquentenário com os irmãos que frequentam regularmente a igreja.

O aumento da comunhão dos irmãos tem acontecido, novas pessoas tem sido acrescidas a igreja, de maneira que os tempos difíceis da pandemia Deus tem transformando em bênçãos. Além dos membros e frequentadores da igreja não ter contraído a doença, a nossa família também não teve este problema e assim podemos regozijar na presença do Senhor, porque Ele é o nosso refúgio e fortaleza e se mostra grandemente presente em momentos como vivemos aqui.

O plano de vacinação aqui deu uma acelerada, eles precisam de abrir o país e assim houve um aumento substancial do número de vacinados, Portugal quase já não tem mais mortes por covid, o que  sem dúvida é a grande notícia, embora ainda estão receosos com respeito a abertura mais completa, como já tem acontecido em outros países da Europa. O problema econômico aqui é muito forte e a economia precisa ser aquecida para ter mais emprego e aumentar a arrecadação do governo. É provável que agora no verão, que aqui é no meio do ano deva haver uma abertura maior.

Graças a Deus, a família está bem de saúde e o Senhor tem cuidado grandemente das nossas vidas. A Sarah vai concluir o seu curso universitário agora, o que é uma retumbante vitória. Ela começará a fazer o estágio a partir de julho e quando completar este estágio o curso estará completamente concluído. Agradecemos muito ao Senhor por esta vitória em meio a tantas dificuldades, o Senhor esteve conosco em todo o tempo e está proporcionando esta vitória para Sarah, que na verdade é uma vitória para toda a família. O Luigi está ainda na dúvida se volta a estudar, mas se Deus quiser ele poderá trabalhar agora no verão, são férias escolares e ele também poderá pensar melhor no que fará.

A parte musical da nossa igreja tem caminhado bem, com vários irmãos envolvidos neste ministério, e a Sarah também continua sendo uma bênção nesta parte. A Leiliane tem trabalhado com as crianças e que pela graça de Deus, estas crianças tem enchido de alegria a nossa igreja. Deverá haver aumento de crianças este ano, o que aumenta também a nossa alegria.

Louvamos ao Senhor porque os nossos parceiros do Brasil estiveram conosco em todo o tempo. Esta fidelidade dos irmãos permitiu que enfrentássemos os apertos que enfrentamos por causa da desvalorização do real em relação ao euro. Agora, já temos a boa notícia de que o real está mais valorizado, o que para nós aqui é um grande alívio. O Senhor nos abençoou usando os nossos parceiros e acreditamos que neste aspecto o pior já tenha passado. A nossa esperança é que tenhamos menos apertos financeiros nos próximos meses.

MOTIVOS DE LOUVOR

  1. Por estarmos bem de saúde.
  2. Pelos irmãos da nossa igreja que voltaram aos cuidados presenciais e não há problemas de saúde entre eles.
  3. Pelo aumento da frequência nos cultos, quando voltamos a reunir presencialmente.
  4. Pela Sarah estar concluindo o curso na faculdade.

MOTIVOS DE ORAÇÃO

  1. Para que a pandemia seja vencida em Portugal, Brasil e restante do mundo.
  2. Pelo nossos cultos presenciais e escolas dominicais.
  3. Para que as atividades com as nossas crianças caminhem bem e pelo aumento das crianças neste verão.
  4. Para que o Luigi possa ir bem no trabalho em que vai começar agora em julho.

 

Rev. Celso Dias Alves

 

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos