Skip to content

Miss. Tita e D*

Ásia Oriental, abril de 2021

 

“Chegaram ao lugar que Deus lhe havia designado; ali edificou Abraão um altar, sobre ele dispôs a lenha, amarrou Isaque, seu filho, e o deitou no altar em cima da lenha” (Gn 22.9)

 

Nesses três meses tivemos alguns contratempos com relação a escola de inglês, pois a secretaria de educação começou novamente a nos trazer questões em que precisávamos mudar, não somente de local, mas também algumas coisas dentro da escola. A princípio, nos deram até o final de março para mudar, e alegaram que gostariam que nossa escola ficasse mais perto da secretaria da educação. O lugar é muito mais caro, e como a cultura local pede, temos que pagar o aluguel por anos. Começamos a orar e pedir um milagre ao Senhor dos milagres.

Bom, não conseguimos o dinheiro, e final de março chegou. A secretaria nos avisou que nos daria mais alguns meses para mudarmos, o que foi um alívio, pois afinal, temos um pouco mais de tempo para mudarmos e esperar o fechamento do milagre.

No final de janeiro tivemos 3 EBFs em diferentes lugares da região. Tiveram participantes de 3 a 17 anos, em classes separadas. Nossas EBFs funcionam, em geral, 3 dias da semana, das 8h às 17h. As atividades com a Igreja e os grupos pequenos seguiram normais. Foram realizados em fevereiro estudos para líderes de grupos, preparando eles para a liderança local. Em fevereiro também tivemos 10 dias de férias durante o ano novo Chinês. Março foi um pouco angustiante por causa da escola de inglês, porém, louvamos ao Senhor, que faz seus milagres do jeito e no tempo dEle.

Estamos sendo bem vigiados por parte do governo. Principalmente eu, que sou convidada constantemente para ficar sentada na salinha dos homens, enquanto eles verificam computadores e mais alguns papeis…

*Infelizmente os preparativos para o Instituto Bíblico estão parados devido a pandemia.

Max

Max chegou em nossa escola logo no começo, quando abrirmos, e a primeira coisa que ele nos disse é que era muçulmano, e que não podia comer porco. Ele é um menino alegre e cheio de vida, fala mais que a boca, porém muitíssimo bem-educado. Ele faz parte da minoria Hui, um povo muçulmano Chinês.

A decisão

No último Natal, no meio da sala, ele se levanta e diz: “eu acredito nesse Jesus que criou o mundo e morreu por mim. Se vocês acreditam, eu não sei (se referindo aos outros alunos), mas eu sou um muçulmano que crê em Cristo, porque ninguém é tão inteligente para criar o mundo e nos salvar, se não é um Deus verdadeiro. Ele é o Deus verdadeiro! Cremos que um dia ele poderá ir à igreja. Ele tem um bíblia infantil em chinês/inglês, e disse que já leu ela toda 4 vezes. As vezes ele me faz pergunta sobre a bíblia, tentando entender o que leu…é lindo.

 

Orações

* Por nossa segurança;

* Pela escola e por finanças para continuarmos;

* Pelos irmãos da igreja e nossos grupos pequenos;

* Pela situação do covid no mundo, Brasil e China.

 

Família You

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos