Skip to content

Miss. Rosa Maria

Amada Igreja, Intercessores, Pastores, presbíteros e diáconos

Graça e Paz a todos.
Sou grata a Deus por você ser participante de nosso ministério, pois sua colaboração através da oração é o mais importante para impulsionar “Missões”.
Desejo que o Pai lhe conceda um contínuo nascimento em Cristo a cada dia vivido.
Louvo a Deus por mais esta oportunidade de estar lhe enviando notícias de nosso projeto “Refugiados Sejam Bem-Vindos”.

Um ano de muitas conquistas:

Neste ano iniciamos nossos trabalhos fazendo pesquisa de campo, com levantamento de regiões e locais onde existissem aglomerados de povos refugiados, tais como a Baixada do Glicério-SP, comunidade dos Ciganos-Utinga-SP, comunidade Cangaíba, Penha-SP.
Aprouve ao Senhor nos colocar na Comunidade dos Ciganos (nome este atribuído devido a região ter sido invadida primeiramente por ciganos) devido ao enorme contingente e afluxo de refugiados vindo do Haiti.
Atualmente temos o índice  de chegada de haitianos expresso em duas pessoas/dia somente na estação de Utinga. Eles vêm direto do Haiti fazendo conexão no Panamá e Equador, chegando diretamente na estação de trem da CPTM, Utinga.
  • O ano de 2010 marcou o início da imigração haitiana ao Brasil logo após o terremoto que sacudiu violentamente o Haiti e em particular a capital Porto Príncipe. A catástrofe provocou a morte de mais de 150 mil pessoas e deixou cerca de 300 mil deslocados internos.
  • Também houve o furacão Matthew de 2016 que causou o fluxo migratório.
  • Segundo dados do IBGE, em 1940 viviam no Brasil, 16 haitianos e em 2010, 36 pessoas. Após o terremoto de 2010 que desencadeou uma grande onda de emigração no Haiti, o Brasil passou a ser um dos destinos preferenciais dos migrantes, dada a dificuldade de entrada nos países de emigração tradicional (Estados Unidos, Canadá, Republica Dominicana, França, etc.).
  • Atualmente cerca de 100 haitianos entram no Brasil pelo estado do Acre.
  • Cerca de 106 mil haitianos foram registrados no Brasil entre 2010 e 2018 segundo dados do Observatório das Migrações Internacionais (OBMIGRA) órgão do Ministério da Justiça.

A pedido dos haitianos residentes na Comunidade dos Ciganos iniciamos o curso de Português, pois eles não falarem nossa língua, mas sim o crioulo haitiano e o francês. Através desta estratégia estamos dando aulas de português a eles, a partir da língua francesa. Temos andado a passos lentos neste campo e paulatinamente vamos conhecendo os becos estreitos do local onde tenho me deparado muitas vezes com comerciantes brasileiros negociando  capsulas e “pinos” multicoloridos de substancias psicotrópicas.

A medida do possível vou percorrendo as ruelas, conhecendo as pessoas e logo me perguntam se sou francesa ou onde aprendi a falar o francês. Sutilmente usando desta estratégia, o Espirito Santo nos impulsiona a falar e a propagar a eles o quão grande é o amor de Deus!
Para as aulas, nós fazemos um período de oração com leitura da Bíblia e adotamos a Bíblia em francês com tradução e explicação no português. Para o desenvolvimento das aulas adotamos quatro livros de Português para estrangeiros.

Orem conosco:
– Pela Evangelização de todos os refugiados que têm chegado ao Brasil.
– Pelos mais de 220 missionários da APMT que atuam em diferentes países.
– Pelo projeto “Refugiados Sejam Bem-Vindos” para alcançarmos mais vidas com a mensagem do Evangelho. Que o Senhor nos capacite a isso, orem conosco.
– Por agradecimentos a toda Igreja que nos incentivou na Missões no ano 2019 e pelas parcerias em 2020.

– Graças, louvores, honras, Glórias ao nosso Deus por mais este ano que ELE nos concedeu,livrou e sustentou.
“Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus”
I Tessalonicenses 5:18

“E isso tudo é apenas a borda de suas obras!
Um suave sussurro é o que ouvimos dele.
Mas quem poderá compreender o trovão do seu poder?”

JÓ 26:14
Missionaria Rosa 

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos