Skip to content

Miss. Lígia Bordini

Ubatuba, Fevereiro de 2020

“Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas. “ Romanos 8.32

Amados irmãos, Graça e Paz!

Que o Senhor nosso Deus esteja com cada um dos irmãos que separou este momento para ler as noticias do nosso trabalho no quilombo.

Estamos em março e o cenário do Quilombo volta a calmaria, com pessoas do local transitando sem pressa, sem turistas, sem trabalho e crianças voltando às aulas. Este período é muito difícil para todos, ou quase todos, pois muitos não têm um trabalho remunerado. Os quatro meses de turismo na praia e no quilombo, quando se esperavam muitas pessoas, frustrou a expectativas de muitos devido às muitas chuvas e o resultado foi negativo. Investiram em material e agora muitos estão com dívidas a pagar e durante as visitas ouvimos muitos desabafos sobre as dificuldades que estão passando.

A estrada foi “mais ou menos” arrumada. Taparam alguns buracos depois de fortes ameaças da única empresa de ônibus de deixar aquele itinerário devido ao estado caótico da estrada deixado pelas frequentes chuvas. A necessidade de um carro continua urgente, pois apesar das dificuldades fizemos algumas visitas nos meses de fevereiro. Com a autonomia de um carro a disposição o trabalho poderá assumir ainda maior efetividade.

Já reiniciamos algumas atividades como as visitas e a busca de um novo espaço para as aulas de costura e o encontro para discipulado e evangelização que reinicia agora essa semana, final da primeira quinzena de março.

Como venho compartilhando com os irmãos, preciso de uma casa para morar no quilombo e ainda não foi possível encontrar devido aos altos preços por espaços que não atendem à necessidade dos trabalhos. Consegui apenas um quarto para durante alguns dias da semana eu permanecer na comunidade. A construção de um local próprio no quilombo só se dará daqui há alguns meses, pois estamos aguardando a documentação para autorização por parte da instituição ambiental.

Mais uma vez expresso toda minha gratidão aos irmãos e irmãs por participarem comigo desse chamado do Senhor entre os Quilombolas. Contar com a presença e participação, apesar da distância, dos irmãos comigo durante esse novo ano através de suas orações, palavras de encorajamento, visitas e cooperação financeira nesses tempos tão difíceis é para mim um grande alento no ministério.

Motivos de Gratidão e Suplicas ao Pai:

  • O Breno está de volta à sua casa, depois de meses contínuos em São Paulo para o tratamento de um câncer no pescoço. Está sendo possível dar continuidade ao tratamento em casa e até indo à escola normalmente. É uma alegria vê-lo caminhando e brincando na comunidade novamente. Glória à Deus !!! Obrigada pelas orações!!
  • Pelas visitas nas casas e no compartilhar da Palavra;
  • Uma casa segura e adequada para as atividades e com preço acessível;
  • Por um carro adequado para a estrada local;
  • Suprimento financeiro para o projeto.

Um forte abraço a cada um.
No amor de Cristo,
Lígia Bordini
IPB – APMT – Quilombo Cambury

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos