Skip to content

Mis. Wanderley (Povos Indígenas) – 22/09/2011

A dor foi imensa e localizada, uma dor que jamais havia sentido. Parei o que estava fazendo (estava caminhando), mas a dor permaneceu, um pouco mais abrandada, mas permaneceu. Fui então ao posto de saúde e o médico passou um electrocardiograma e foi detectado um “desvio do eixo aqrs para esquerda e bloqueio de ramo esquerdo I grau”. Ele disse que eu deveria ir a um cardiologista para fazer os exames necessários para saber os detalhes do problema e demais coisas associadas. Devo passar a tomar remédio para regular a situção, segundo disse o médico. 

Na explicação do médico daqui, ele disse que o “problema não é na torneira da casa (não é intopimento de vaso ou essas coisas), mas na parte elétrica”. Meu coração pulou de 70 para 130 batidas de uma vez e descompassou. Daí a dor. Mas como a dor não passou até hoje (vez em quando retornando as “pontadas”), resolvemos adiantar a minha ida para Brasília para a próxima segunda que foi para quando consegui marcar um cardiologista e os exames necessários. Quero ver se dá tempo de realizar todos os exames antes da ida para São Paulo, quando devo me reunir com a APMT para reavaliar o triênio do nosso projeto, uma vez que há sempre uma avaliação que acontece a cada 3 anos.  

Saio neste domingo, mas a Lu e as meninas ficam por causa da Escola.

Desde já agradeço as orações.

Mis. Wanderley

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos