Skip to content

Mauricio Martinez e Ana Cristina

Zimbawe, fevereiro de 2021

“ Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra”. Atos 1:8

 

Aos parceiros do Projeto Casa de Pedra,

Já se passaram dois meses desde que chegamos em Pretória para aguardar o visto de residência para o Zimbábue. Graças ao bom Deus no dia 12 de fevereiro recebemos a informação de que aprovaram nosso visto de um ano! Estamos muito felizes e glorificamos a Deus por esse maravilhoso feito.

O Zimbábue, que está em lockdown desde dezembro, continuará assim até o final de fevereiro. devido ao rescente crecimento de infecções pelo Covid 19. A boa notícia é que o país recebeu um lote de vacinas essa semana e devem seguir os mesmos padrões de vacinação de outros países começando pelos trabalhadores da área da saúde.

Enquanto as fronteiras ainda estão fechadas seguiremos com a segunda parte do Projeto Casa de Pedra : o estudo da língua Ndebele. Teremos aulas online desse idioma duas vezes por semana com um professor do Zimbábue.

Um grande sonho tem se tornado realidade: o que eram apenas pesquisas na internet tornaram-se um projeto, agora,com rostos, nomes e sobrenomes. Agradecemos aos queridos irmãos por participarem dessa  jornada, por se alegrarem conosco mas também por perseverarem em oração nos momentos de portas fechadas e muita espera. Não nos cansamos de agradecer pois sem todo esse apoio esse projeto não aconteceria.

Que Deus possa abençoar a vida de vocês. (Inkosi Ilibusise – Deus abençoe em Ndebele)

Cultura Ndebele

Durante esse tempo que estamos em Pretória, na África do Sul, tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre as etnias locais e suas culturas. Nessa pesquisa de campo, entramos em contato com o Ndebele, que é a língua do povo com o qual estamos estabelecendo parceria de trabalho no Zimbábue.

Com a ajuda do nosso irmão em Cristo, Elias Mahlangu, visitamos a comunidade Ndebele na cidade de KwaMhlanga, localizada em Mpumalanga, uma província sul-africana. Esse dia foi  muito precioso para nós, porque podemos entender como vive esse povo, ouvir um pouco do que seus integrantes pensam e como tem mantido os costumes de seus antepassados até os dias atuais.

Fomos recebidos com muito amor por essas pessoas, que ficaram curiosas em saber o porquê de duas pessoas saírem do Brasil para aprender inglês e agora Ndebele, para morar em um lugar tão distante da sua terra natal. A resposta que sempre damos é que Deus nos enviou, que Ele mesmo colocou esse desejo em nossos corações e que é Ele que tem tornado possível todo o esse processo.

Temos ainda um longo caminho pela frente no desenvolvimento da língua Ndebele e, acima de tudo, precisamos aprender a viver entre essa etnia, amando e respeitando essas pessoas. Dessa forma, poderemos testemunhar sobre Jesus com a nossa vida e, assim auxiliar a igreja local na proclamação do Evangelho, por meio do discipulado de crianças, de treinamento de professores e aprimorando o desenvolvimento do trabalho local com materiais visuais .

Que Deus nos ajude a fazer a Sua vontade entre o povo Ndebele!

 

Oração

Processo de mudança em breve;

Pessoas do Zimbábue que também estão sofrendo com a Pandemia;

Aprendizado da Língua Ndebele.

Em Cristo, quem nos chamou para sermos suas testemunhas,

Mauricio e Ana Cristina

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos