Skip to content

Mauricio Martinez e Ana Cristina

Zimbábue, setembro de 2021

“ Eis que o Semeador saiu a semear….” Lucas 8:5a

Queridos parceiros em missão,

Louvado seja o Senhor por estarmos no Zimbábue, o lugar para o qual Deus nos chamou, preparou e, agora, tem nos ensinado a viver.

Primeiramente, agradecemos muito a adesão dos irmãos à campanha para a compra dos materiais para o trabalho com as crianças, bem como das Bíblias na Língua Inglesa, Ndebele, Shona e das Bíblias voltadas para crianças.

Enviamos um vídeo de agradecimento a cada um que participou, mas registramos nossa gratidão aqui também. Louvamos a Deus por aqueles que têm se dedicado em orar por esse ministério, pois os recursos financeiros viabilizam a realização do trabalho, mas as orações nos mantêm firmes e obedientes à vontade do Senhor.

Os últimos dois meses foram difíceis devido ao fechamento das igrejas diante da terceira onda do Covid, a mais intensa no Zimbábue, e ao isolamento social. Desta forma, não tivemos muitas oportunidades de relacionamento, mas Deus foi muito gracioso conosco nos consolando e fazendo com que nos dedicássemos à compra dos materiais e à adaptação nesse novo contexto.

Queremos novamente agradecer a parceria nestes dois anos em que estamos longe de casa e que vocês permanecem firmes conosco! Louvamos ao Senhor pelo sustento em suas vidas e porque, mesmo em épocas difíceis, vocês continuam nos sustentando financeiramente e em orações.

Semeando nas ruas de Bulawayo

Poderia ser mais uma manhã normal de domingo em que acordamos felizes por ser o dia de nos reunimos para adorar a Deus na igreja. Mas, ao acordar, me dei conta de que, naquele dia, ouviria mais um culto pelo Whatsapp devido à terceira onda da Covid-19 que já estava durando três longos meses. Enquanto, frustrada, tentava me adequar à realidade do momento, ainda deitada em minha cama por ser muito cedo para fazer qualquer coisa, fui tomada por um sentimento de muita tristeza ao me lembrar que a maioria das igrejas do nosso presbitério em Bulawayo não tem trabalho com crianças há muito tempo. Algumas comunidades interromperam o trabalho com os pequeninos há mais de um ano e meio, o que me fez questionar se os pais estavam recebendo o culto online. E o que as crianças estariam recebendo?

Em minha mente, veio a lembrança da parábola do semeador, em Lucas 8, na qual ele simplesmente saiu a semear. Durante a nossa devocional no café da manhã, decidimos semear a Palavra de Deus, de algum modo, no coração das crianças e das pessoas que não têm frequentado as igrejas nesses últimos meses.

Na semana seguinte, compramos alguns materiais de histórias bíblicas nas línguas Ndebele e Shona e algumas Bíblias em inglês para distribuir para crianças e para vendedores que trabalham nas ruas. Temos tomado todos os cuidados sanitários pois, apesar de estarmos vacinados, uma boa parte da população não aderiu à vacina. Aqueles que trabalham como vendedores sempre estão em contato com centenas de pessoas diariamente, o que aumenta o risco de contaminação.

Temos buscado, através dessa estratégia, desenvolver relacionamentos com os vendedores enquanto estamos comprando bananas e tomates nas ruas, tirando fotocópias e quando vamos ao consultório médico. Alguns já são cristãos, mas, com as igrejas fechadas, tem tido pouco acesso à Palavra de Deus.

O Zimbábue não tem nenhum problema de perseguição religiosa, portanto, o único cuidado que precisamos ter realmente, é com relação ao Coronavírus. Com uma abordagem bem rápida, para não atrapalhar o trabalho dos vendedores, temos oferecido o material literário e visto que as pessoas têm aceitado a oferta de bom coração, sem nunca rejeitar nosso presente.

 

Aprendendo a trabalhar no Hospital

Durante o período de visitas às igrejas e pontos de pregação, conhecemos o Cure Children’s Hospital, um hospital gerenciado por uma organização cristã e que atende gratuitamente a população.

Esse é um hospital pediátrico voltado para a área de ortopedia. Em um primeiro momento, ficamos impactados porque nunca havíamos trabalhado em um hospital, mas, após algum tempo de oração, entendemos que era a porta que Deus estava abrindo, mesmo durante o tempo de pandemia.

O nosso trabalho tem sido realizado todas as segundas-feiras pela manhã, auxiliando nas atividades de capelania hospitalar, conversando com crianças que estão internadas devido às cirurgias, com seus pais e com crianças que estão aguardando para o processo de triagem (fazendo exames e acompanhamento com os médicos). Enquanto eles esperam sentados na área externa, devido ao protocolo de prevenção à Covid-19, nós temos a oportunidade de nos aproximar, nos identificar como missionários brasileiros que estão morando no Zimbábue, pedir permissão para falar sobre a Palavra de Deus e conversar um pouco.

Na maioria das vezes, conseguimos conversar com mais de dez pessoas e distribuir o material nas línguas Ndebele, Shona e alguns em inglês. Também usamos os folhetos com as cores do Livro Sem Palavras, o qual eles levam para casa para lembrarem da história que foi compartilhada.

Louvamos a Deus por essa porta que Ele abriu para as pregações de Sua Palavra, mesmo que, às vezes, seja de forma tão rápida. No entanto, cremos firmemente que algumas sementes encontrarão um bom solo para prosperarem.

Nota de prestação de contas da campanha de arrecadação para aquisição de materiais

TOTAL ARRECADADO: US$ 1,315.00 AQUISIÇÕES:

  • 45 caixas de lápis de cor e 45 caixas de giz de cera = US$ 270.00;
  • 40 Bíblias (em Ndebele, Shona e inglês) para adultos e 70 Bíblias para crianças = US$ 820.00;
  • Material didático = US$ 30.00. Valor disponível para aquisição de materiais didáticos ou confecção de fotocópias = US$ 195.00

 

Motivos de agradecimento

  1. Saúde e o Cuidado de Deus em meia a pandemia
  2. Aquisição do material para as crianças e Bíblias
  3. Trabalho de Evangelismo no Cure Hospital

 

Motivos de Intercessão

  1. Abertura das igrejas
  2. Início do trabalho com as crianças e professores nas igrejas
  3. Relacionamento nessa nova cultura

 

Em Cristo,

Mauricio e Ana Cristina

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos