Skip to content

Mauricio Martinez e Ana Cristina

 Zimbábue, julho de 2021

“Ora, aquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, a Ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações do século dos séculos Amém”. Efésios 3:20,21

Queridos parceiros em missão,

        No mês de junho completamos dois anos de nossa chegada ao continente africano e três meses de nossa mudança para o Zimbábue ! Ainda estamos aprendendo a viver nesse novo país, com cultura,  língua, moeda e tantas coisas diferentes do seu vizinho África do Sul onde vivemos anteriormente.

Somos a prova viva do cuidado de Deus pois eram muitas questões que tínhamos antes de sair do Brasil, a respeito de como seriam esses três anos longe de casa e como seria a nossa chegada nesse país. Hoje, podemos nos alegrar e dizer que apesar do caminho até aqui ter sido muito longo(15 anos), durante esse tempo Deus escreveu uma história usando a vida de muitos queridos para  que pudessemos chegar ao Zimbabue, Muitas dessas pessoas têm nos acompanhado há muitos anos, algumas chegaram há pouco tempo, mas louvamos a Deus pela vida de  cada um de vocês pela sua dedicação em orar, divulgar e contribuir para que pudéssemos  trabalhar durante esse tempo e pelo tempo que Deus nos permitir.

É muito importante para nós ter a sua participação em todo esse processo. Por isso, não nos cansamos de agradecer por estarem conosco durante esses dois anos, louvado seja Deus pela vida de vocês!

 

Desenvolvendo o trabalho na cidade de Bulawayo

Após um tempo de visitas às igrejas locais e trabalhos de plantação de futuras igrejas, nos vimos desafiados a fazer escolhas,  pois muitas eram as opções, mas, infelizmente, não tínhamos como apoiar todas as igrejas nesse último ano do Projeto Casa de Pedra.

Neste terceiro ano do projeto, ainda precisamos avançar na fluência da língua inglesa e no conhecimento informal da lingua e cultura Ndebele. Devido a esses desafios, escolhemos, neste primeiro momento, começar a desenvolver uma parceria no trabalho com o ministério com crianças em algumas igrejas de língua inglesa.

Essa parceria, em um primeiro momento, está focada  no  conhecimento e acompanhamento dos  professores de crianças, pois, atualmente, temos mais a aprender do que ensinar. Portanto, nossa atenção voltada para caminhar com essas igrejas, conhecendo o dia a dia e como tem sido planejado e desenvolvido o trabalho com crianças, o qual foi interrompido pela pandemia. Durante essa caminhada, poderemos identificar como sermos úteis para auxiliar, de forma mais efetiva, o trabalho nessas igrejas.

Queremos servir o ministério com crianças provendo materiais visuais e materiais didáticos para os professores e para as crianças ( fotocópias de atividades, materiais para colorir, materiaisl de leitura) e fornecer bíblias nas línguas locais, shona e ndeble, e em  inglês, tanto para adultos como para crianças. Durante as nossas visitas de reconhecimento, percebemos que algumas igrejas não dispôem de materiais suficientes para o trabalho com as crianças devido à difícil realidade econômica em que o país se encontra, mas cremos que podemos colaborar minimamente para que os professores e as crianças possam ter esses recursos básicos.

Estamos disponíveis para iniciar o trabalho nas igrejas mas por enquanto, elas estão fechadas, em razão de uma nova onda da COVID-19 ao Zimbábue. Enquanto isso, temos mantido contato com os pastores para o planejamento do início das atividades com as crianças, uma vez que algumas igrejas completaram um ano sem atividades no ministério infantil.

Contamos com as orações dos queridos parceiros de missão em favor do início desse trabalho no Zimbabue e louvamos ao Senhor pelas portas que Ele tem aberto para esse tão importante povo de Deus, que são as nossas amadas crianças.

 

Motivos de oração e agradecimento:

* Fidelidade de Deus em nossas vidas;

* Processo de adaptação;

* Pandemia do Covid-19 e seus efeitos em todo o mundo;

* Pessoas do Zimbábue que também estão sofrendo com a pandemia;

* Aprendizado da língua Ndebele;

* Sustento.

 

Mauricio Martinez e Ana Cristina

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter

Últimas postagens

Você pode contribuir para o Evangelho a qualquer momento com sua oferta.
Informativos