Missão Europa, uma obra que avança


 

Por: Mateus Rodrigues de Mendonça e Emma Castro.

Fotos: Daniel Gallo Pinheiro

 

Jubileu de Prata do trabalho missionário da APMT/IPB na Europa, ordenação de oficiais nacionais, exame de candidato para a ordenação ao Sagrado Ministério, chegada de novos missionários e a abertura de novos campos, consolidam o esforço missionário no “velho continente”.

 

O trabalho dos missionários da Agência Presbiteriana de Missões Transculturais – APMT/IPB na Europa está dando passos muito importantes nos últimos meses.

Nos dias 11 e 12 de dezembro passado, na igreja de Huelva, Espanha, aconteceu a última  reunião do Sínodo Nacional da IEPE - Iglesia Evangélica Presbiteriana de España. Na reunião estiveram presentes missionários que atuam na Espanha, Portugal, Itália, Albânia e Romênia. Foi examinado o candidato ao Sagrado Ministério, Daniel Stefan, romeno, atual evangelista da Igreja Presbiteriana de Mangalia, Romênia. No culto de encerramento  foi  comemorado o Jubileu de Prata da igreja hospedeira, que marcou o inicio do trabalho missionário da APMT/IPB em solo Europeio.

Antes de 1989, pastores brasileiros foram enviados a alguns países da Europa, mas em parceria com igrejas Norte Americanas. Somente a partir do ano 1989, o esforço missionário passou a ser totalmente com recursos das igrejas brasileiras.

Esta nova etapa de missões transculturais da IPB na Europa teve inicio 25 anos atrás, com a chegada a Huelva, Espanha, do rev. Hugo Vivas e família, que plantaram duas primeiras das sete igrejas que hoje formam a IEPE.

Para o Rev. Carlos del Pino, coordenador da Base Europa da APMT e pastor da igreja de Torrelodones, na Espanha, é um tempo especial de avanço do Evangelho na Europa. “O trabalho missionário na Europa representa um dos grandes desafios para a igreja no Brasil, especialmente por suas características históricas, sociais, religiosas e filosóficas que formam uma densa barreira para que o evangelho seja vivido e proclamado”, explicou.

Ao relembrar os alvos já alcançados, o Rev. Del Pino acrescentou: “Vemos as conquistas e nos alegramos com cada vitória que Deus tem concedido nos países em que estamos trabalhando. Somos gratos também pela equipe que já temos e pelos novos missionários que anualmente estão chegando. Avançamos com firmeza, passo a passo, para a glória do nosso Deus!”.

25 ANOS DE TRAJETORIA MISSIONÁRIA  NA ESPANHA

A chegada do Rev. Hugo e Fátima Vivas em Huelva, Espanha, em 1989, foi um marco histórico do movimento missionário da IPB, que a pesar de enfrentar muitas dificuldades, e crises, desenvolvia o trabalho missionário no Paraguai, na Bolívia, em alguns países da África como Angola e Moçambique e estava iniciando outras frentes em países mais longínquos. Também era o inicio de um trabalho que iria se expandir para vários países da Europa.

A celebração do Jubileu de Prata da Igreja de Huelva, que deu inicio ao que hoje é o Sínodo Nacional da IEPE, foi marcada por momentos muito emotivos, lembranças de uma longa caminhada e o avanço da Igreja do Senhor. O pregador do culto foi o Rev. Ignácio Michón, primeiro pastor espanhol ordenado, fruto do trabalho missionário da APMT/IPB na Espanha.

A ocasião foi propicia para um tempo especial de comunhão e re-encontros. Estiveram presentes, membros da igreja local, entre eles os primeiros cristãos convertidos no inicio do trabalho, membros de outras igrejas, missionários de outras cidades da Espanha, da Europa, e pastores de outras denominações.

Um dos momentos mais emotivos que comoveu os presentes, se deu durante a projeção de um vídeo enviado pelos missionários Rev. Hugo Vivas e sua esposa Fátima, cumprimentando a igreja. Muitas pessoas, principalmente os primeiros convertidos através do ministério dos missionários pioneiros, ficaram profundamente emocionados.

O Rev. Hugo e sua esposa Fátima desenvolveram seu ministério em Huelva de 1989 a 1995, e se mudaram para a cidade de Don Benito, onde plantaram a segunda igreja, atualmente pastoreada pelo Rev. Jânio Ciritelli, casado com a Lídia.

A missionária Edilene Mendes, que trabalhou por vários anos na igreja de Huelva e atualmente mora em Málaga; esteve presente no culto e teve a oportunidade de dirigir suas palavras de saudação à igreja. Ela agradeceu a Deus a oportunidade de servi-lo nessa cidade durante vários anos do seu ministério.

No tempo do pastorado do Rev. Walter Pinheiro na igreja de Huelva, o Rev. Ignácio Minchón, foi ordenado ao Sagrado Ministério. Ele é casado com a missionária Edilene Mendes que desenvolve o ministério na Espanha desde o ano 1996, sendo a missionária da APMT que há mais tempo atua neste país. Após ser ordenado, o Rev. Ignácio assumiu o pastorado da igreja em Huelva e o Rev. Walter, Sueli e filho, mudaram-se para Getafe, onde plantaram mais uma igreja, perto da Capital, Madrid.

Desde junho de 2013, O Rev. Ignácio, Edilene e filhos moram em Málaga, onde estão plantando uma nova igreja em uma região populosa da cidade que carece de congregações evangélicas.

O Rev. Everton Pita, sua esposa Nayra e filhos, plantaram a terceira igreja em Sevilha.  Esta igreja já enviou o primeiro candidato ao Sagrado Ministério para o Seminário em Barcelona e coopera com o sustento do seminarista.

Além das igrejas citadas, também formam parte da IEPE a igreja de Torrelodones, plantada e pastoreada pelo Rev. Carlos del Pino, ao lado da sua esposa Rosa;  a igreja “Libre Acceso” de Madrid, foi plantada pelo Rev. Fábio Pinto que juntamente com sua esposa Ana Elisa trabalham para a consolidação da igreja nascente. O Rev. Jocildo Maximino e sua esposa Tatiana, não são missionários da APMT, porém membros da IEPE e começaram um novo trabalho pioneiro na cidade A Coruña.

Para os missionários presentes no dia da comemoração, recordar a história e o avanço do trabalho missionário na Espanha é um grande incentivo a continuarem firmes e a permanecer ainda mais tempo trabalhando para a consolidação e ampliação dos campos já estabelecidos, como também investir na abertura de novas frentes.

Segundo o Rev. Dirceu Amorim de Mendonça, pastor atual da igreja em Huelva,  e sua esposa Tirza, o trabalho na Espanha e na Europa precisa ser feito pensando nas gerações futuras. “Essa visão poderia parecer distante e provocar desânimo, mas ao olhar a história escrita desde a chegada do Rev. Hugo e Fátima, constatamos um longo caminho já percorrido e um grande legado já construído para as gerações que estão chegando, o que nos enche de ânimo e esperança. Agradecemos a Deus por sua obra e por dar-nos o privilégio de fazer parte dela” diz o Rev. Dirceu.

ORDENAÇÃO DE PRESBITERO NA ITÁLIA

Após 10 anos de trabalho dos nossos missionários Rev. Humberto de Oliveira e Brandali, no dia 16 de novembro passado, Francesco Pinelli, italiano, foi ordenado ao presbiterato pela Chiesa Evangelica Presbiteriana Legnano, na Itália. Também foi batizado o primeiro italiano, juntamente com seus filhos.

No culto de ordenação, estiveram presentes missionários de outros campos da Europa e o Rev. Obedes Ferreira da Cunha, presidente da APMT.

“Isso tem trazido uma imensa alegria pra nós”, disse o Rev. Humberto, e explica: “No momento nos reunimos em um local que alugamos. O nosso sonho é o de adquirirmos uma propriedade porque isso vai consolidar o trabalho que está sendo feito nesta cidade”.

AVANÇO DA OBRA MISSIONÁRIA NA ROMÊNIA

A Romênia também é um exemplo da carência de missionários e de como Deus tem suprido essa necessidade com o envio de novos missionários ao campo e agora na formação de ministros locais. Após anos de preparo e acompanhamento, estudo e treinamento, o evangelista Daniel Stefan deverá ser ordenado ao Sagrado Ministério este ano de 2015, quando completará todos os pre-requisitos instituídos para sua ordenação. Hoje, Daniel é evangelista na Biserica Presbiteriana Mangalia, na Romênia, igreja plantada e pastoreada pelo Rev. Gilberto Coelho que conta com o apoio e ministério da sua esposa Solange. Na mesma igreja, a missionária Ireni Bacanu com sua família também desenvolvem o ministério.

A Romênia caminha para o estabelecimento de três novos campos, sendo elas a congregação no vilarejo de Limanu, próximo a Mangalia, o novo campo na cidade de  Constança, onde o Rev. Ronaldo André e Fernanda estão iniciando um novo trabalho, e o ministério do Rev. Gabriel e Kelly na capital, Bucareste, para onde se mudarão em breve para plantar uma nova igreja.

A SEARA É GRANDE

O “velho continente” precisa ouvir as Boas Novas do Evangelho, mensagem ignorada por muitos, e deturpada por outros. É necessário levar a Palavra de Deus a esse povo, e é possível fazê-lo através dos projetos da APMT.

“Há grandes desafios pela frente, que ainda não foram alcançados, há inúmeros países em que ainda não entramos, e há milhares de cidades ainda não evangelizadas nos países onde já estamos trabalhando”, conta o Rev. Carlos del Pino, e acrescenta: “Há diversas e pequenas denominações presbiterianas europeias sem obreiros e sem recursos que nos pedem auxílio, há igrejas que não recebem cuidado pastoral há muitos anos por não haver pastores na região e há extensas regiões (blocos de países) sem ensino teológico reformado”.

Diante dessa realidade, além das diferentes frentes de ação já citadas, a APMT também trabalha em conjunto com a Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal, com três casais já presentes no pais e mais duas famílias que estarão chegando em breve. Um deles com o objetivo de trabalhar na área de Educação Teológica no Instituto Bíblico Português.

Nessa mesma linha de parcerias com igrejas nacionais, também os missionários da APMT também atuam no Reino Unido junto à International Presbyterian Church e a Presbyterian Church in England and Wales, e está à espera de mais um casal de missionários que chegará no próximo semestre. Também no próximo ano, outras famílias chegarão para trabalhar na França com a Union Nationale des Églises Protestantes Réformées Évangeliques de France.

Também há outras áreas onde a atuação missionária se faz necessária. “Há uma grande 'periferia social' dentro da Europa que carece de assistência diaconal efetiva e missionária. Há uma profunda ruptura no conceito e na vivência familiar por todo o continente, há um desespero e falta de sentido na vida de adolescentes e jovens que lhes abre a porta ao suicídio”, afirma o Rev. Del Pino. Para ele, a seara se mede tanto por sua extensão como por sua profundidade. “A carência do evangelho se nota em todas as dimensões da vida das sociedades europeia”.

Já na Alemanha, há missionários trabalhando com uma ONG evangélica de assistência a refugiados e evangelismo de imigrantes. Está caminhando para o estabelecimento de uma igreja reformada no próximo ano.

O Rev. Obedes Ferreira da Cunha, Presidente da APMT, visitou recentemente alguns países do continente, e destacou: “Vejo a mão de Deus abençoando os campos e o trabalho dos nossos missionários que estão dando fruto. Estamos na expectativa de criar o Sínodo Europeu para abarcar todas a igrejas nascentes. Estamos plantando uma igreja em Londres, trabalhado com povos asiáticos na Escócia e iniciamos uma investida na região dos Balcãs, reforçando o envio de missionários na Romênia, Albânia e em breve no Kossovo. As igrejas estão crescendo e se expandindo”.

Para o Rev. Obedes, as IPBs ainda tem um potencial missionário muito grande. “Temos nove Seminários e vários Institutos bíblicos que formam missionários com uma boa bagagem cultural e teológica. Cerca de 65% a 70% de Igrejas Presbiterianas ainda não se envolvem financeiramente com projetos missionários. O missionário brasileiro é bem-vindo em quase todas as culturas pois é conhecido como um povo alegre e simpático, isso abre muitas portas, até nos países fechados do mundo árabe” reforçou o Rev. Obedes.

São vários lugares que necessitam urgentemente de missionários dispostos a dedicar anos e até décadas pregando de forma perseverante e criativa, para trazer os eleitos à presença do Salvador. Além dos missionários dispostos e preparados para grandes desafios, também é necessário pessoas dispostas a orar e contribuir para que estes projetos sigam avançando e se consolidando.

Se você deseja ser parceiro de algum trabalho missionário na Europa, ou de outro pais, não deixe de entrar em contato. Veja a lista dos missionários da APMT CLIQUE AQUI

Comentários