Rev. Elnatan e Cenira Viana (Bolívia) – 05/10/2018


 “Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e andarei na tua verdade; dispõe-me o coração para só temer o teu nome”.    Salmo 86.11

Estamos em Cochabamba há 6 meses, e estamos no processo de adaptação cultural. Interessante notar, que apesar de falarmos o espanhol, de termos vivido em vários países da América do Sul e Espanha, Bolívia certamente é um desafio, dado seu “pluralismo, etno-cultural-linguístico”, somando com sua altitude de 2.500 m, o ar ainda é bem seco e quase nada não chove (somente de dezembro a fevereiro que chove bastante).

Como chegamos em março, não usamos o “paráguas” (guarda-chuva), para a chuva, somente para o sol, que queima bastante. Mesmo no calor é comum ver as pessoas abrigadas com os braços e pernas cobertas, os taxistas usam uma manga de camisa comprida só do lado esquerdo, para não se queimar.

Cochabamba é a capital do Estado com o mesmo nome, e está no coração da Bolívia, assim como a Bolívia está no coração da América do Sul. Cochabamba tem muitas praças, muito verde, muitas árvores, apesar de ser uma das cidades mais poluídas da Bolívia, por sua localização ser num vale totalmente cercado por montanhas andinas, tendo um de seus montes, o Tunari, como um lugar de relevância e beleza, sempre coberto de neve no inverno e fica à uma hora de Cochabamba.

Estamos contentes e gratos de cooperar com Deus no que Ele está fazendo nesta terra. Este é o lugar onde Deus nos trouxe. O desafio tem sido bastante grande, mas estamos condicionados a grandes desafios, toda nossa trajetória missionária foi assim, mas sempre recebemos capacitação de Deus para perseverar e ser benção onde Ele nos plantou. Temos percebido que aqui o desafio é maior, apesar de ser um país com expressivo número de evangélicos, em sua maioria neopentecostais, entretanto há muito sincretismo, devido à influência marcante que a cultura exerce no povo.

Há várias etnias convivendo e interagindo no mesmo lugar – os Quéchua e Aymara com seus dialetos, costumes e vestimentas. Os traços indígenas são marcantes em sua maneira de ver o mundo, suas roupas, casas, costumes, maneira de cozinhar, etc. Cremos que uma parte difícil, é a falta de compromisso, especialmente com horário, se para nós brasileiros é difícil, aqui então é muito pior. Por exemplo: a reunião na igreja começa às 7:00hs, a maioria chega depois das 7:30hs. Decidimos começar na hora marcada e tentar com paciência ensiná-los a ter compromisso com o horário marcado. Outra coisa é o compromisso com as reuniões, um dia podemos ter 100% dos presentes, outro 40%, outro 10%, quando você pergunta o porquê não vieram, não existe uma justificativa importante. Enquanto isso, Deus está trabalhando em nossas vidas: serenidade, paciência, alegria, muita oração e estudo da Palavra, na expectativa e dependência total dEle.

 

NOTÍCIAS DO CAMPO

Igreja em Quillacollo

Seguimos reunindo-nos semanalmente para cultos e escola bíblica para as crianças. Temos tido dificuldade em fazer visitas na casa dos irmãos, eles trabalham toda semana e também aos sábados até meio dia. Tem sido um tremendo desafio motivar os irmãos para que nos reunamos para cultuar ao Senhor. Estamos entendendo que o trabalho de revitalizar uma obra é muitas vezes  mais complexo que abertura de um novo campo. Há feridas a serem tratadas, desanimo, indisciplina, prioridades invertidas...enfim, um tremendo desafio, que estamos dispostos a fazer frente e assim tem sido. Cremos que a situação se reverterá e o quadro mudará. Cremos que Deus fará algo lindo com este povo a quem tanto ama e nos tem ensinado a amar. Seguimos reunindo-nos em um local alugado, enquanto não entramos no local próprio da igreja.

Discipulado e Estudos Bíblicos

Temos avançado lentamente com o discipulado com os irmãos da igreja (o remanesceste). Gostaríamos que todos estivessem envolvidos, mas ainda não estão. A maioria está envolvida com seus trabalhos e no tempo livre disponível, estão bem cansados. Seguimos o discipulado com o casal dono de nosso apartamento (Roberto e Nilda) semanalmente, tem sido muito animador ver o interesse e sede pela Palavra. A Cenira começou estudo semanal em nossa casa com uma senhora que conheceu (amiga da Nilda), católica e que tem muito interesse em estudar a Bíblia, tem sido um tempo especial.

Evangelismo

Há uma grande deficiência em material evangelístico em Cochabamba. O Natan elaborou um folheto evangelístico e está na gráfica; devemos começar de maneira mais eficaz, utilizando este folheto, tanto em Quillacollo como em Cochabamba. Além do evangelismo informal que temos feito no transporte, no comércio, com pessoas que temos oportunidade de conversar e algumas visitas que realizamos.

 

NOTÍCIAS PESSOAIS

Estamos bem, apesar de algumas vezes desanimados, pois gostaríamos de avançar mais velozmente, com mais discípulos de Jesus, mais evangelismo, mais visitas e relacionamentos; estamos aprendendo andar no “ritmo do povo” e nos alegramos com os pequenos avanços. Nossa saúde está bem, temos tido tempo especial de oração e estudo da Palavra. A saudade dos filhos já vai adquirindo outra “cor”, digamos assim – antes estava “vermelho intenso”, agora está “laranja”, he,he,he. Nossos filhos, pelo que sabemos nas poucas conversas pelo WhatsApp, estão também aprendendo a viver suas vidas com suas esposas e namorada. Nosso filho maior, o Gabriel e sua esposa Joyce, serão papais no final de outubro – nascerá nossa primeira neta a Olívia, que significa em espanhol – mensageira da paz, vem da folha de oliveira. Optamos pela ideia de não falarmos muito, é para nos acostumarmos a viver separados. (Uma “terapia de choque”, mas tem funcionado para ambos lados, apesar de bem dolorido, mas eficaz”).

Iremos ao Brasil por 15 dias para o nascimento da Olívia. Serão dias bem corridos, mas estamos muito gratos a Deus por nos permitir rever e abraçar nossos filhos e noras, além de conhecer nossa netinha e claro rever nossos amados irmãos da igreja e alguns amigos.

Receba a nossa mais sincera gratidão, por poder contar com sua parceria neste projeto missionário. Vamos seguir juntos no cumprimento de levar o evangelho do Reino até os confins da terra.

*Se você ainda não participa e quer participar, por favor entre em contato conosco (elnatanviana@gmail.com).

Na missão de Deus e com Deus,

Elnatan e Cenira

Comentários