Rev. Celso Dias e Leiliane (Portugal) 23/03/2019


                                                                                 

Aos irmãos e parceiros da obra missionária,

 

Iniciamos um novo ano. No Brasil, algumas coisas aconteceram como mudança na política, com a maioria das pessoas bastante esperançosa, enquanto outras nem tanto assim. Por outro lado, do ponto de vista espiritual, as notícias que tem nos chegado são bastante esperançosas, onde tem se falado muito em termos de nossa Igreja Presbiteriana de plantação de igrejas pelo país afora. Algo que já vinha ocorrendo, já que em cada ida nossa ao Brasil, víamos o surgimento de novas igrejas. Agora, parece que aumentou ainda mais esta ênfase, o que nos alegra grandemente vendo isto acontecer. O surgimento de novas igrejas, aumenta o alcance do Evangelho na vida das pessoas, o que faz com muitos perdidos sejam alcançados pelas boas novas de vida eterna. Assim, mais do que uma esperança política, a pregação do Evangelho é que realmente transforma as pessoas e ao mesmo tempo, transforma o que está ao redor destas pessoas que foram transformadas. Realmente estas são grandes notícias.

Em Portugal, a situação continua na mesma, sem mudanças ou sobressaltos da situação política e econômica do país.  o que continua a piorar é a vida espiritual da nação. A ideologia de gênero tem dia a dia entrado nas escolas de Portugal, fato que terá sérias implicações futuras, especialmente em relação a atual geral de crianças. A juventude portuguesa atual tem sido avessa a religião voltada para o ateísmo e para o agnosticismo. Com isto, abre espaço para qualquer ideologia e manifestação religiosa contrária ao evangelho e a própria pregação do Evangelho. Não há dúvida, que hoje a Europa é o maior desafio da obra missionária mundial. Um continente que enviou missionários, precisa ser evangelizado. Todas estas influências afetam diretamente a vida portuguesa e estamos convivendo com a possibilidade de um futuro ainda pior. Temos que orar para que a graça de Deus seja derramada sobre este continente e naturalmente isto inclui Portugal, para que vejamos pessoas conhecendo ao Senhor Jesus e o Evangelho.

A ICPP (Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal), Igreja com a qual cooperamos vive alguns desafios. Tivemos que assumir nos últimos dois meses uma outra Igreja, além da Igreja de Campo Ourique, que pastoreamos. Houve a saída do pastor e o presbitério nos colocou para assistir a esta igreja até a próxima reunião do presbitério que ocorre este mês. A Igreja é a de Carnaxide, que fica na grande Lisboa, temos que enfrentar uma situação bastante complexa, devido a esta saída do pastor antes da reunião do presbitério. Deus tem dado graça, mas peço aos irmãos que orem por mim, neste sentido, porque temos que administrar uma situação que causou bastante tristeza e ao mesmo tempo, foram abertas feridas em muitas pessoas neste processo.

O nosso campo no bairro de Campo de Ourique tem caminhado bem graças a Deus. Tivemos que parar o trabalho de distribuição de alimentos através da nossa igreja, por uma questão de logística, mas continuamos a cooperar com a organização que trabalha com isto a nível de comunidade e graças a Deus está indo bem. Além disto tivemos a alegria de realizar um trabalho com os jovens, aqui em nossa igreja. Quando chegamos em Portugal, não havia crianças e nem jovens nas igrejas. Pela graça de Deus tem aparecido crianças e também jovens, dando-nos ânimo para começar um trabalho com eles, que está indo muito bem.

Deus tem abençoado a nossa família e já começamos a nos preparar para a nossa ida ao Brasil, este ano. A Sarah, não irá conosco, mas Luigi irá um pouco depois de nós por causa da faculdade. Estaremos indo ao Brasil, com o propósito de visitar as nossas parceiras e renovar o nosso contrato com a APMT, para continuar em Portugal, para os próximos três anos. Teremos a oportunidade de rever os irmãos e nossos familiares. Ao mesmo tempo, temos que nos preparar para o período que estaremos ausentes, porque o trabalho aqui continuará. Que os irmãos também estejam orando por isto.

A obra missionária em Portugal é o nosso grande desafio, em muitos aspectos vemos que as coisas tendem a piorar. Por outro lado, Deus tem nos ensinado a trabalhar, nos dando especialmente muita paciência e mostrando portas e caminhos que antes tínhamos dificuldade de visualizar. É assim que a obra do Senhor caminha por aqui.

 

MOTIVOS DE LOUVOR

1. Pela boa cooperação na distribuição de alimentos no bairro, mesmo tendo que mudar o procedimento com respeito a nossa igreja.

2. Por termos começado o trabalho com jovens em nossa igreja.

3. Por Deus estar dando forças para atuar também junto a outra Igreja, que tem sido um desafio.

4. Pelo bom desempenho acadêmico da  Sarah e do Luigi. E pela Sarah continuar envolvida com o trabalho da APEC.

 

MOTIVOS DE ORAÇÃO  

1. Para que o Brasil possa ter neste ano mais estabilidade nas diferentes áreas.

2. Para que o trabalho em Portugal possa ser feito com alegria e tenhamos frutos.

3. Para que o trabalho com jovens prossiga bem.

4. Para termos sabedoria no trabalho a frente da Igreja de Carnaxide, que tem  sido somado as nossas atividades.

                                   

Rev. Celso Dias Alves

Pastor Presbiteriano e Missionário da APMT em Portugal -

Comentários