Logo APMT
Logo APMT

Rev. F. N. e E. M.

Ásia, maio de 2024

“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para sua maravilhosa luz.” (1 Pedro 2.9).

Pedro está explicando à Igreja sobre os benefícios da fé, em um contraste com o tropeço dos incrédulos. Os cristãos são o verdadeiro povo de Deus. Nós estamos dando continuidade às antigas promessas que começaram com Abraão e Moises.  E, é nessa perspectiva que estamos enviando nossas notícias, aqui, do outro lado da grande muralha.

A nossa chegada aqui foi tranquila, apesar de longa, burocrática e cansativa. Atravessamos a fronteira no dia 14 de março - chegamos bem no meio do feriado do ano novo chinês e isso foi bom para nós, porque a cidade estava bem tranquila e gradativamente entramos na rotina da cidade grande. O nosso primeiro desafio foi alugarmos um apartamento próximo à universidade, o que conseguimos em uma semana, com a graça de Deus.

Na universidade, fomos extremamente bem recebidos pelo departamento de línguas. Em algumas das muitas reuniões da turma, fomos citados pelos professores como exemplos de perseverança e determinação em aceitarmos o desafio de aprendermos uma nova língua em nossa idade. Toda honra e toda glória ao Senhor! O nosso curso começou no dia 26 de fevereiro.

A rotina de estudante em uma universidade na Asia é desafiadora, especialmente porque 99% dos nossos colegas são asiáticos, e eles já tem conhecimento da língua por viverem nas proximidades do país ou por hereditariedade. A maioria deles já escrevem, têm facilidade em pronunciar os sons e muitos já falam a língua. Além disso, a didática aplicada aqui é bem diferente da didática do ocidente. Nós temos as aula na sala de aula, muita lição de casa e, além do curso de línguas, a universidade exige que façamos cursos extra curriculares que incluem costumes, cultura e leis dos país. Por isso, sentimos o peso da cobrança por parte dos professores. Contudo, enfrentamos esses obstáculos na força dAquele que nos conduziu até aqui.

Este é um momento propício para clamarmos por sabedoria vinda do alto para administrarmos nosso tempo entre todas as exigências da universidade e dos cursos, bem como cuidar da nossa família, saúde e ministério. Estamos conhecendo muitas pessoas aqui e temos muitas oportunidades de compartilharmos sobre o motivo de estarmos aqui. Mas, precisamos ser prudentes e cautelosos. Neste momento, focamos em fincar as raízes nesta terra e lançarmos a semente.

A nossa documentação ficou pronta um mês depois que chegamos. A burocracia aqui é exaustiva, morosa e extremamente detalhista, mas finalmente foi concluída. Mesmo assim, uma vez por mês, recebemos a visita de um grupo de representantes da segurança para checar os documentos e respondermos perguntas sobre nossa estadia aqui. Isso não nos incomoda, mas já estávamos preparados para essa situação.

Motivos de intercessão:

- Precisamos de mais parceiros financeiros - temos dificuldades em cumprir com todas as necessidades financeiras.
- Sabedoria e inteligência para aprendermos a língua e cumprirmos todas as exigências da universidade.
- Saúde - nos últimos meses sentimos alguns problemas estomacais.
- Segurança - o clima aqui é bem tenso e em todo momento sentimos que estamos sobre grande vigilância.

Muito obrigada pelo apoio e orações;

nEle,
Rev. F.N.F e E.M.F

Publicações recentes:

João Marcos e Andrea

Cartas de Missionários

APMT marca presença no Congresso da APECOM 2024

Notícias

Rev Vinícius e Elizabeth

Cartas de Missionários

Ana Karina

Cartas de Missionários