Logo APMT
Logo APMT

Rev. Luiz Otávio e Janete

10/01/2024

Brasil, janeiro 2024

1 Esperei com paciência pelo Senhor; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro. 2 Tirou-me de um poço de perdição, de um atoleiro de lama; colocou os meus pés sobre uma rocha e firmou os meus passos. 3 E me pôs nos lábios um cântico novo, um hino de louvor ao nosso Deus. Muitos verão essas coisas, temerão e confiarão no Senhor. Salmo 40.1-3 (NAA)

A necessidade de esperar está presente em quase tudo que vivemos. Algumas vezes aguardamos pouco tempo, em outras dizemos que parece uma “eternidade”. Um amigo me ensinou que nunca devo sair de casa sem levar um livro, pois sempre podemos ler enquanto esperamos, ou então usamos o celular para fazer qualquer coisa e aproveitar o tempo.

O Salmo 40 conta sobre a experiência de esperar e a atuação de Deus, que se inclinou, ouviu, tirou da perdição, colocou sobre a rocha, firmou os passos e ensinou um louvor. O agir maravilhoso de Deus não nos surpreende, sua graça e amor são impressionantes. Porém, o que chama à atenção é o fato do salmista esperar com paciência (40.1), ou confiantemente (na versão RA), o que pode não ser fácil.

Por orientação dos novos advogados espanhóis que nos assistem, esperamos até novembro para reiniciar o trâmite para o visto. Neste período participamos de duas conferências missionárias no interior de São Paulo, realizamos atividades com fantoches para crianças em duas igrejas, preguei, visitamos igrejas para divulgar o Projeto Encuentro Real, e estive em Brasília para a Reunião Ordinária do Presbitério.

Depois de meses sem estudar, João Otávio e Tiago foram matriculados em setembro no Colégio Mackenzie de São Paulo, mesmo mês do início do ano letivo na Espanha. Apesar do pouco tempo para assimilar o conteúdo do ano inteiro, toda a família se organizou para ajudar e eles foram aprovados. João Otávio participou da formatura do 9º ano do ensino fundamental.

Quando enfim solicitamos por email nova data para entrevista, o consulado espanhol em São Paulo afirmou que nossos filhos não poderiam ser abrangidos pelo visto religioso, destinado somente a adultos. A alternativa possível para eles, visto de residência não lucrativa, também foi rejeitada. Então, com relação ao visto de João Otávio e Tiago, ficamos num impasse. Para os nossos advogados a posição do consulado é incompreensível e diferente do ocorrido com outros missionários na mesma situação. A nossa entrevista (eu e Janete) ficou marcada para 7 de fevereiro, na semana mais próxima possível.

Diante da expectativa pela entrevista, nos cabe prosseguir em oração na espera com paciência e confiança em Deus, para que seja aprovado o visto religioso e solucionada a questão dos meninos.

Durante todo o período de espera, Deus tem cuidado de nós e ensinado a descansar Nele. Ao final deste tempo cremos que iremos louvar a Deus, enquanto muitos ao ver “essas coisas, temerão e confiarão no Senhor”, como afirma Davi no Salmo 40.3.

Pr. Luiz Otávio, Janete, João Otávio e Tiago
Emails: luizong@gmail.com / janetemsg@gmail.com
WhatsApp: +55 11 96610-9729 (Luiz Otávio) / +55 11 94577-4257 (Janete)

Publicações recentes:

Hidi

Cartas de Missionários

Rev. Ivam e Yet-Olívia

Cartas de Missionários

Não julgue um missionário pelo que ele tem

Artigos

Rev. Jairo e Kênia

Cartas de Missionários