Rev. OF e Cl. (Oriente Médio) 24/06/17


MALAS PRONTAS…
Paz amados intercessores e parceiros de ministério. Depois de 6 meses de preparação, oração, jejum, hoje começamos nossa viagem rumo a um novo campo no Oriente Médio. Vamos continuar servindo aqui no Oriente, mas em uma região que está mais necessitada de obreiros no momento. Essas últimas semanas foram recheadas de sentimentos mistos. Por um lado, a alegria de ver o Eterno nos direcionando a uma nova região, mas por outro lado, a tristeza de deixar irmãos que tanto amamos e apreciamos. Muitos choros, muitos abraços, muitas homenagens, muitas palavras de gratidão foi o que recebemos nesses últimos dias. Nunca imaginávamos a dimensão do carinho desse povo aqui por nós. Deus nos presenteou com essas expressões de carinho. Deixamos essa região com sentimento de dever cumprindo, sabendo que fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para levar o amor de Deus a esse povo. Muitas alegrias e muitas dores sentimos aqui, no entanto, em todos os momentos vimos a mão de Deus nos guiar e orientar. Daqui algumas horas vamos pisar no novo campo. Temos muitos desafios ainda pela frente, contudo, sabemos que o nosso Pai tem ido a nossa frente. Ainda não conseguirmos os recursos financeiros para cobrir as despesas iniciais que teremos nesse novo campo, mas estamos descansando na providencia divina. Agradecemos muito pelas suas intercessões e apoio ao nosso ministério. Que o Eterno os recompense de forma abundante.
 
O DEUS FIEL…
Que bom servirmos ao Deus que não falha. O Deus que ouve o nosso clamor e nos atende. Os irmãos tem nos acompanhado nesses últimos meses a angústia do nosso coração aguardando uma vaga na escola para a nossa filha Débora. A escola havia aceitado o nosso filho Tiago, no entanto, não tinha vaga para a Débora. Muitos irmãos abraçaram esse desafio de oração conosco, e dobraram seus joelhos em favor dessa vaga. Depois de 4 longos meses de espera, nessa semana recebemos a resposta da escola, confirmando a vaga para a nossa filha. Os irmãos nem imaginam a alegria que inundou em nosso coração. Como a Bíblia diz, ficamos como quem sonha. Queremos agradecer de coração a todos os irmãos que estiveram na brecha em favor dessa causa. Vamos agora gastar um tempo para louvar e agradecer ao Pai pela sua fidelidade a nós. A Ele seja toda a glória!!!
 
NÃO SOU UM ÓRFÃO…
No dia 17 de Junho meu pai Adelino Ferreira foi recolhido ao lar celestial. Depois de um longo período lutando com uma enfermidade incurável, Deus resolveu abreviar o seu sofrimento. Em virtude de não conseguir viajar para o Brasil, chorei a morte do meu pai aqui no campo, com amigos e irmãos que nos abraçaram e choraram conosco. Não tenho palavras para agradecer por cada telefonema, cada visita, cada email, mensagens de conforto que recebi de pessoas e irmãos que apreciamos muito. Vocês todos tem nos ajudado a curar a dor da perda de alguém que tanto amamos. Quero deixar aqui a nossa expressão de gratidão a cada um de vocês. Em 2011 perdi minha mãe a agora foi a vez do meu pai. Me tornei um órfão? Lógico, que não, porque Deus o nosso Pai nos escolheu antes da fundação do mundo e nos deu o privilégio de sermos chamados filhos de Deus. O nosso conforto vem do nosso Pai celestial que nos carrega no colo, quando não temos condições de caminhar com nossas próprias pernas. Depois da partida do meu pai, duas coisas nos deixaram muito emocionados nessa semana. A primeira delas foi a homenagem da Camara Municipal de Leme, interior de SP, fez ao meu pai. Segue em anexo a carta que foi expedida pela câmara com a menção do falecimento do meu pai. O segundo fato que trouxe lágrimas aos meus olhos foi o poema que meu sobrinho Miquéias escreveu para o meu pai, no qual coloco abaixo para os irmãos lerem. Essas homenagens vieram como um bálsamo em nosso coração, para amenizar um pouco a nossa dor. 
Vô Delino
O vô sabe de tudo,
Conserta, cuida e constrói!
O vô conserta vidas, 
Corações, Nosso herói 
 
O vô conserta máquinas
Faz tudo, não desanima
O vô conserta choros
Tristezas, nossas feridas
 
O vô constrói casa,
Mexe com fogos, fiação 
O vô constrói chave
Interruptor, alçapão 
 
O vô cria de tudo,
E ama a criação vigente 
O vô cria passarinho, louro
Uma paixão latente
 
O vô cuida de muitos
E o faz com muito amor
O vô cuida de nós
Como o faz o Redentor!
 
O vô é entendido 
Sempre buscou ao Senhor
O entendimento vem da palavra
Sabedoria com rigor
 
O vô foi viajar
E eu sei que foi por Jesus
O Eterno nos espera a porta
Nosso amado nos conduz
 
O vozinho que saudade
Porém sei alegria há no Céu 
A promessa que aguardamos 
Nós sabemos, Ele é Fiel!  
 
OF e Cl

“Coragem para ser diferente, compromisso para fazer diferença”

Oriente Médio

fourferreira@generalmail.net

Comentários