Mis. Celinda Daniel e Denny (Ásia) 08/07/2018


Olá queridos,

 

Sim, chegamos na Ásia já faz um mês! Mas ainda não chegamos em casa... 
Tanto aconteceu neste mês que nem sei por onde começar. Mas vou tentar dar um breve resumo pra vocês.
Chegamos na Índia e quase voltamos correndo pro Brasil quando demos de cara com um calor de 42 graus sem energia elétrica pra rodar um ventilador! Ufa... para conseguir tomar banho tínhamos que colocar garrafas de gelo no balde com água para esfriar a água da torneira.

Após pequena parada em Delhi para resolver documentação do Denny, fomos  para Dehradun procurar uma casa para alugar, conhecer o seminário onde o Denny irá estudar e a clínica onde a Celinda irá trabalhar. Não encontramos uma casa de imediato, mas fizemos amigos que tem sido apoio e benção para nós.

Quando visitamos a clínica eles estavam fazendo EBF com as crianças da vila e foi muito gostoso poder participar com eles ali. A clínica é pequena e a terapeuta ocupacional que está lá é bem nova e acabou de se formar. Será bom poder dar um suporte para ela que é uma jovem cristã com um coração dedicado aos necessitados.

De lá viemos para o Nepal para nos despedirmos propriamente dos amigos aqui e empacotar a casa para levar pra Índia. Uma semana depois que cheguei aqui caí de cama com Hepatite A. Foram duas semanas horríveis mas agora estou bem novamente. Preciso apenas tomar cuidado com a dieta porque o fígado ainda não está 100%.

Tem sido muito bom rever os amigos que deixamos aqui 2 anos atrás, mas tbm tem sido muuuuuito dolorido saber que estamos dizendo adeus sem previsão de retorno. Deus sabe como nosso coração queima por este lugar, mas cremos que Ele está nos levando pra Índia e tem algo para fazer em nós e através de nós ali. Ainda sonhamos em um dia voltar para o Nepal, mas só Deus sabe o futuro.

Por fim encontramos uma casa por telefone! Só vimos fotos e vídeos, mas cremos que até semana que vem iremos chegar lá de mudança.

 

Louvem a Deus conosco:

1. Pelos cristãos que perseveraram aqui no Nepal mesmo diante de novas perseguições que tem aumentado aqui.

2. Pela casa que encontramos em Dehradun.

3. Pela viagens feitas em segurança mesmo em estradas ruins e estação chuvosa.

4. Pela cura e livramento de doenças maiores.

5. Aanya completou 6 meses e está desenvolvendo bem. É elétrica e tagarela e mantém todos nós ocupados.

 

Orem conosco e por nós:

1. Segurança no restante das viagens. Atravessar a fronteira com a mudança será outro desafio, uma vez que os oficiais de ambos os lados estão sedentos por propina.

2. Saúde minha e das meninas. Elas tem estado constantemente gripadas, embora felizes e sapecas como sempre. Também pela estabilização emocional da Zoé que tem sentido muita falta dos avós, igreja e escola no Brasil.

3. Suprimento. Temos tido um série de imprevistos alguns dos nossos parceiros não estão mais conosco. O custo de vida aqui está bem mais alto do que previmos e precisamos ajustas nosso orçamento.

4. Aprendizado da língua na Índia, desenvolvimento de relacionamentos e início do ministério.

 

Estamos com o coração em pedaços por deixar o Nepal, mas ao mesmo tempo felizes e empolgados em descobrir o que Deus tem reservado para nós nessa nova etapa e local.

 

Grande abraço a todos.

 

Denny, Celinda, Zoé e Aanya.

 

 

Comentários